Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Viajar faz bem à saúde quando não há tanto compromisso


Publicado em: ExternasRádio - 25 de dezembro de 2017

Saúde com Ciência explica como viajar traz diversos benefícios à saúde, e dá dicas de alimentação, exposição ao sol e vacinação

Sair da rotina e conhecer um novo local, culturas e gastronomias diferentes… Viajar pode trazer benefícios diversos ao indivíduo, que vão desde a diminuição do estresse e melhora do sono até a renovação das capacidades físicas, causados geralmente pela alta carga de atividades diárias. Um dos fatores que contribui para esse cansaço do corpo e mente vem das possibilidades de conexão proporcionadas pelas tecnologias.

Nos compromissos do dia a dia, a facilidade de estabelecer comunicações e resolver tarefas com agilidade e rapidez fazem com que as pessoas se prendam a múltiplas atividades simultaneamente. “Há certa superficialidade na dedicação às coisas do nosso cotidiano, o que gera uma sensação de aflição crônica”, diz o professor aposentado do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, João Gabriel Fonseca.

Em uma viagem, a “quebra” da rotina diária pode trazer consequências positivas mais perceptíveis quando realizada de forma mais descompromissada, sem grandes metas e compromissos durante a visita. Para Fonseca, é necessário aproveitar o tempo disponível para fazer o que tiver vontade no momento, não para o que é programado e bater metas. “É ótimo visitar um museu porque você quer ir ao museu, não porque você tem que fazer ou porque está em um programa. Curtir realmente a viagem pode proporcionar um benefício enorme para a pessoa”, afirma.

Foto: Carol Morena

Como as pessoas podem se conectar a qualquer momento, sem mesmo conhecerem a vontade e disponibilidade do outro no estabelecimento dessa conexão, o médico ainda lembra que essa disponibilidade e necessidade de se manter produtivo fazem com que alguns indivíduos adiem seus momentos de descanso. A alta carga de tarefas demanda atenção redobrada e gera o aumento do cansaço mental, sensação responsável por respostas corporais ligadas ao estresse. “Há um desequilíbrio, em função desse estresse, que é capaz de elevar a pressão arterial, alterar a frequência cardíaca e respiratória, mudando os ritmos diários do corpo”, alerta João Gabriel Fonseca.

Saiba mais sobre a importância de viajar na nova série do Saúde com Ciência, que vai ao ar entre os dias 25 e 29 deste mês. Fim de ano também é tempo de descansar e recarregar as energias.

Sobre o programa de rádio

O Saúde com Ciência é produzido pelo Centro de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde. Ouça na Rádio UFMG Educativa (104,5 FM) de segunda a sexta-feira, às 5h, 8h e 18h.

O programa também é veiculado em outras 187 emissoras de rádio, distribuídas por todas as macrorregiões de Minas Gerais e nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e Massachusetts, nos Estados Unidos.

Redação: Marcos Paulo Rodrigues – Edição: Lucas Rodrigues

    Contador de visitas: 1.480 visualizações

    Veja também: