A UFMG recebeu nota máxima, 5, no Índice Geral de Cursos (IGC), divulgado na última sexta-feira, 24, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mantendo o mesmo desempenho de todas as avaliações anuais anteriores. Por esse índice, a UFMG é a terceira instituição de ensino superior mais bem avaliada país. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) lideram o levantamento, nessa ordem.

O cálculo do IGC considera a média do Conceito Preliminar de Curso (CPC) do último triênio, a média dos conceitos de avaliação dos programas de pós-graduação stricto sensu, com base em dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino, graduação ou pós-graduação stricto sensu.

Os 13 cursos de graduação na área de saúde oferecidos pela UFMG cujos alunos participaram da edição 2016 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) receberam nota 4.

Mais informações sobre os resultados obtidos pela UFMG e detalhes sobre a interpretação dos indicadores podem ser lidos em documento da Diretoria de Avaliação Institucional (DAI).

Redação: com Cedecom/UFMG

    Contador de visitas: 290 visualizações

    Veja também: