Notícias Internas

UFMG recebe bolsas para intercâmbio em países ibero-latino-americanos


Publicado em: InternasNotícias - 28 de fevereiro de 2018

Convênio com o Santander Universidades, que existe desde 2011, foi renovado nesta terça-feira

A UFMG e o Santander Universidades Brasil renovaram, na tarde desta terça-feira, 27, convênio que formaliza a concessão de sete bolsas referentes ao Programa de Bolsas Ibero-Americanas financiado pela instituição financeira. O acordo foi assinado pela vice-reitora Sandra Goulart Almeida e pelo gerente regional Luiz Reis, responsável pela coordenação das atividades do Santander Universidades em Minas Gerais e no interior de São Paulo.

Cada bolsa vale três mil euros para cursos de até um semestre de duração. Ao todo, o programa alcança cerca de 150 universidades brasileiras, que deverão firmar acordos bilaterais com instituições de ensino superior de nove países: Peru, Argentina, Espanha, Chile, Colômbia, México, Portugal, Porto Rico e Uruguai.

“Programas de bolsas como esse são importantes para viabilizar a experiência acadêmica internacional de nossos alunos de graduação. É um mecanismo de inclusão”, declarou a vice-reitora Sandra Goulart Almeida.

Durante o encontro, Luiz Reis fez uma apresentação das atividades do Santander Universidades – centradas no tripé formação, emprego e empreendedorismo – e lembrou que o segmento do banco responsável pelo relacionamento com instituições de ensino superior oferece várias oportunidades para o público universitário. O acordo entre as duas instituições existe desde 2011 e, desde então, foi renovado anualmente.

A reunião também contou com a participação do professor Alessandro Fernandes Moreira, diretor da Escola de Engenharia, e da gerente-geral da agência do Banco Santander na UFMG, Tatiana Macedo.

Chamada unificada
A diretora adjunta de Relações Internacionais, professora Deise Prina Dutra, explicou que o preenchimento das bolsas destinadas pelo programa se dá no âmbito da chamada unificada que a Universidade lançou em setembro do ano passado para selecionar estudantes para intercâmbios em países ibero-americanas.

Além do Santander Universidades, a chamada abrangeu os programas Escala Estudantil, que apoia a mobilidade internacional de alunos de graduação entre as instituições que formam a Associação de Universidades do Grupo Montevidéu (AUGM), Brasil-Colômbia (Bracol), Brasil-México (Bramex) e Mobilidade Acadêmica Regional para Cursos Acreditados (Marca), promovido pelos países do Mercosul.

Segundo Deise Dutra, a chamada é um instrumento que permite otimizar a ocupação das vagas disponibilizadas por programas de intercâmbio com universidades da América Latina e da Península Ibérica. “O aluno deve se preparar com antecedência para se candidatar a uma vaga de intercâmbio”, afirmou a professora. Deise Dutra informou que a próxima chamada unificada será lançada no segundo semestre e aconselhou os estudantes a buscarem o maior número possível de informações sobre intercâmbios. “Em abril, por exemplo, a série de seminários Viver UFMG vai exatamente apresentar essas oportunidades”, sugeriu.

Redação: Cedecom/UFMG

    Contador de visitas: 165 visualizações

    Veja também: