UFMG participa de censo de moradores de rua


Publicado em: Notícias - 8 de novembro de 2013

morador de rua 1



Com o objetivo de conhecer o perfil demográfico, social e de saúde dos moradores de rua de Belo Horizonte, o Centro Regional de Referência em Drogas da UFMG (CRR), colaboração entre o Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina (SAM) e Secretaria Nacional de Política sobre Drogas do Ministério da Justiça (Senad), foi convidado pela Prefeitura de Belo Horizonte para realizar o censo sobre a população de rua do município.

O censo será realizado na segunda quinzena de novembro em todas as regiões do município de Belo Horizonte. As entrevistas acontecerão no final da tarde e durante a noite, e o estudo poderá durar até 10 dias. Uma das propostas do projeto é treinar profissionais que lidam com a realidade dos moradores de rua, população que muitas vezes se encontra em situação de vulnerabilidade, para aplicar a pesquisa.

Para o professor Frederico Garcia, que coordena o CRR, o  interesse é a resposta social. “Preparar profissionais para responder perguntas como quem são essas pessoas, dar voz a elas, prestando atenção ao qualitativo (perfil) e ao quantitativo (número) também”, explica.

Os pesquisadores serão acompanhados por ex-moradores de rua e profissionais que atuem junto às populações de rua. A participação de cada um é voluntária e todas as pessoas entrevistadas serão informadas sobre os objetivos, os riscos e benefícios de participar da pesquisa.

“Os alunos da pós-graduação da Faculdade de Medicina da UFMG já estão incluídos nesse processo, e pretendemos selecionar também bolsistas de pesquisa da graduação de cursos diversos nas próximas semanas”, explica. O objetivo final, de acordo com o professor, é fomentar políticas públicas direcionadas a essa população baseadas em evidências.

CRR-UFMG
A parceria entre UFMG e Ministério da Justiça, iniciativa do SAM, iniciou-se em 2012, com objetivo de promover a formação continuada de profissionais ligados à assistência de usuários de drogas e seus familiares. A equipe é multidisciplinar e multi-institucional, e é parceira de diversos departamentos da UFMG e outros órgãos públicos. O CRR-UFMG planeja ainda o Primeiro Simpósio Internacional de Pesquisa sobre Drogas, e presta consultoria a municípios. “Em Contagem, estamos terminando a formação de 300 profissionais, e a pesquisa deve ser iniciada no próximo ano”, comenta.

Mais informações: crr.medicina.ufmg.br

Atualizada às 15h05 de 21 de novembro de 2013

    Contador de visitas: 345 visualizações

    Veja também: