Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

UFMG é a sétima melhor universidade latino-americana, segundo ranking


Publicado em: ExternasNotícias - 11 de julho de 2016

A UFMG ocupa a sétima posição no Latin America University Rankings, da Times Higher Education (THE), que classifica as 50 melhores universidades da Região.

Divulgado durante Cúpula de Universidades da América Latina que a THE realiza nesta semana em Bogotá (Colômbia), o resultado considera 13 indicadores, agrupados em cinco áreas: ensino, pesquisa, citações, internacionalização e transferência de tecnologia.

Para o reitor Jaime Ramírez, esse resultado é consequência de um conjunto de políticas nas quais a UFMG tem trabalhado há anos, “em todos os setores e em todas as dimensões, o que aumenta a responsabilidade da Instituição para manter e ampliar o patamar de qualidade já alcançado”.

Especificidades
A Times Higher Education explica que utilizou os mesmos indicadores com os quais trabalha para elaborar o THE World University Rankings, mas fez adaptações, com o intuito de “refletir as especificidades das instituições latino-americanas”. Um exemplo é a redução do peso das citações, cuja faixa limite era de mil, em período de cinco anos, no ranqueamento mundial, e passou para 500 na avaliação latino-americana.

Jaime Ramírez pondera que o critério adotado pela Times Higher Education “abre espaço de reflexão sobre a natureza dos próprios rankings e a forma como os indicadores são construídos”. Em sua opinião, a iniciativa “é um convite para que as agências conversem mais com as universidades, não só sobre as especificidades latino-americanas, mas também a brasileira, haja vista que, das 50 melhores instituições, 23 são do Brasil.”

O diretor de Relações Internacionais, professor Fábio Alves, considera positiva a utilização de critérios específicos, que respeitem a realidade local. “No ranking mundial da mesma agência, a UFMG estava na faixa 601-800. Na classificação da região, foi alçada ao sétimo lugar, tendo ficado acima de algumas universidades que estavam na faixa 401-500 ou 500-600, justamente porque quando as especificidades foram consideradas, o nosso desempenho ganhou destaque”.

Segundo ele, esta é a primeira vez que uma agência ranqueadora toma a iniciativa de desenhar uma avaliação com base nas especificidades da região, no caso, a América Latina. Fábio Alves sugere um olhar local para outros aspectos do ranking, como o que avalia o número de alunos estrangeiros. “As grandes universidades brasileiras nunca terão um alto percentual de estudantes estrangeiros, especialmente as públicas, cujo primeiro compromisso é receber o aluno brasileiro”, avalia.

Apesar de relevantes e de aumentar a presença de alunos oriundos de outros países, as políticas de internacionalização não têm como meta reservar um número elevado de vagas para esse público. “Provavelmente a faixa atual de 1% será ampliada, mas não tanto como em outros países do mundo”, comenta o professor.

Das dez instituições mais bem colocadas no Latin America University Rankings, cinco são brasileiras. Também foram listadas a USP (1ª posição), a Unicamp (2ª), a UFRJ (5ª) e a PUC-Rio (6ª).

O ranking aponta 23 universidades brasileiras entre as 50 melhores da América Latina. O Chile está em segunda posição, com 11 instituições, seguido do México, que tem oito universidades entre as 50 melhores. A lista pode ser consultada no site da agência.

No fim de maio, a THE havia divulgado ranking de reputação acadêmica, baseado em pesquisa com mais de 10 mil acadêmicos de todo o mundo, em que a UFMG aparecia em nono lugar na região.

Confira as 10 universidades mais bem posicionadas no ranking da THE:

1. Universidade de São Paulo (USP)
2. Universidade Estadual de Campinas (Unicamp)
3. Pontifícia Universidade do Chile
4. Universidade do Chile
5. Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
6. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
7. Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
8. Instituto Tecnológico e de Estudos Superiores de Monterrey (México)
9. Universidade Autônoma do México
10. Universidade dos Andes (Colômbia)

Com Centro de Comunicação da UFMG.

    Contador de visitas: 543 visualizações

    Veja também: