mesa-abertura.jpgProfessores da Faculdade de Medicina, Faculdade de Odontologia, Escola de Enfermagem e Pró-Reitorias de Extensão e de Graduação da UFMG se reuniram neste sábado, 23 de junho, no “Seminário Interdisciplinar da Saúde”, para discutir a ampliação de projetos interdisciplinares na área, entre eles o Internato Rural e a Residência. O seminário foi organizado pelo Núcleo Interdisciplinar de Educação Permanente em Saúde (Nieps).

Tanto a pró-reitora de Extensão da UFMG, Ângela Dalben (na foto, ao centro), quanto a pró-reitora adjunta de Graduação, Carmela Braga (na foto à esquerda), apoiaram a proposta de ampliação e fortalecimento da interdisciplinaridade no Internato Rural. Ficou definido que Medicina, Enfermagem e Odontologia indicarão representantes para uma comissão que vai começar a trabalhar na implantação da proposta.

Ângela Dalben destacou que a vinculação dos projetos de formação de estudantes da área da Saúde à Extensão atende a uma demanda da sociedade. “Estamos presentes em todos os municípios mineiros graças aos projetos de vocês”, registrou. Já Carmela Braga lembrou que no último Exame Nacional de Cursos (Enade) a UFMG destacou-se como o melhor resultado por essa integração. “Entendo que a UFMG difere das demais universidades porque não existe apenas para dar aulas. Ela trata o conhecimento em todas as suas dimensões e nas maneiras como ele pode interagir com o mundo”, afirmou.

Internato rural

O Internato Rural é um programa pioneiro, criado em 1978 no curso de Medicina da UFMG. Hoje existe também nos cursos de Enfermagem e Odontologia, como parte do currículo de graduação, e nos cursos de Farmácia e Psicologia de forma voluntária, nas férias. A proposta agora é criar nas cidades que recebem o Internato “Casas da UFMG”, onde trabalhem de forma integrada estudantes de vários cursos, não só da área da Saúde, mas também de Meio Ambiente e Artes, entre outras.

Segundo o coordenador do Internato Rural na Medicina, Antônio Leite, hoje 320 alunos do 11º período de Medicina passam, por ano, por 34 localidades em Minas Gerais. “O internato rural é uma experiência única de trabalhar com a comunidade e suas carências, saindo do lugar consolidado das disciplinas”, afirmou a diretora da Escola de Enfermagem, Marília Alves (na foto, à direita). “Internato rural e outras atividades em que somos obrigados a sair do nosso prédio são aquelas em que podemos articular melhor a interdisciplinaridade”, concordou o diretor da Faculdade de Odontologia, Ricardo Santiago Gomes (segundo à esquerda na foto).

O diretor da Faculdade de Medicina, Francisco Penna (segunda à direita na foto), historiou o trabalho da comissão criada em abril para estudar a proposta de ampliação do Internato para outras áreas e de criação, nele, de módulos da Residência Médica e da Residência Multidisciplinar. Ele apresentou detalhes previstos para o funcionamento, como o suporte de pontos de Telessaúde e de mutirões de professores, que fariam atendimentos específicos de modo itinerante nos municípios. “Essa proposta tem uma relevância social e acadêmica muito grande, a um baixo custo”, afirmou.

Residência

No caso da interiorização da Residência, em módulos para a área médica e também em formato multiprofissional, o diretor da Medicina acrescentou que um módulo rural permitiria aumentar em cerca de 150 vagas a capacidade do programa, hoje insuficiente para atender a demanda de estudantes da UFMG e de outras escolas.

Hoje além da Residência Médica no Hospital das Clínicas, a UFMG implantou a Residência Multiprofissional em Saúde da Família em Tiradentes e outros três municípios. A partir de agosto, alunos de Obstetrícia atuarão também no Hospital Universitário de Venda Nova. E já existem propostas de Residência em Odontologia, de Enfermagem, Nutrição e Farmácia.

Já a participação no Internato Rural pode contribuir para fixar o médico no interior, analisou o coordenador da Residência Médica no Hospital das Clínicas, Henrique Vitor Leite. Segundo ele, a Residência em Genética já está preparando sua participação no programa.

Leia mais:

Tecnologia permite expansão – 25 de junho

Currículos vão ser atualizados – 25 de junho

Seminário discute projetos interdisciplinares na saúde – 19 de junho

Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG
Foto: Matheus Soares
(31) 3248 9651 – divulga@medicina.ufmg.br

    Contador de visitas: 454 visualizações

    Veja também: