Os resultados da pesquisa realizada com 1,6 mil trabalhadores do transporte coletivo de Belo Horizonte, Contagem e Betim serão apresentados no “Seminário Condições de Saúde e Trabalho dos Motoristas e Cobradores do Transporte Coletivo”, na terça-feira, 10 de junho, a partir das 8h, no auditório do Ministério Público do Trabalho (Rua Bernardo Guimarães, 1615 – Funcionários).

Saude dos motoristas

A demanda da pesquisa, iniciada em 2011, veio do Ministério Público do Trabalho para o Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG. O Sindicato dos Rodoviários de BH, Betim e Contagem e nove empresas de ônibus da Região Metropolitana de Belo Horizonte também foram envolvidos.

Os trabalhadores responderam a questionários aplicados nos pontos finais das linhas de ônibus. Também foram realizadas entrevistas em grupo, tendo como alvo os trabalhadores e gestores das empresas. A pesquisa contou ainda com a participação de uma equipe da área de engenharia de produção, que estudou a organização e estrutura dos serviços de transporte urbano e as condições gerais para a circulação, incluindo as condições dos próprios veículos.

“Nossos resultados reafirmam a distância entre, de um lado, a reduzida quantidade de protocolos de prevenção e de projetos de melhorias das condições de trabalho dos rodoviários da RMBH; de outro, o adoecimento e a insegurança dos que operam os ônibus. Provavelmente, tal situação esteja refletindo sobre a qualidade dos serviços prestados”, adianta Ada Ávila Assunção.

Os interessados em participar do seminário devem fazer a inscrição no Ministério Público do Trabalho. Mais informações pelo telefone 3304-6291.

    Contador de visitas: 206 visualizações

    Veja também: