Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Reinaugurado o Horto Medicinal Frei Veloso


Publicado em: Notícias - 16 de Abril de 2012

Foi reinaugurado na manhã desta segunda-feira, 16 de abril, o Horto Medicinal Frei Veloso, localizado no campus Saúde da UFMG, atrás da Biblioteca J. Baeta Vianna. A cerimônia integra o processo de reestruturação do local, iniciado em 2008. O objetivo é que, a partir da reinauguração, o Horto se consolide cada vez mais num espaço articulado para o ensino, a pesquisa e a extensão.

A cerimônia contou com a presença de docentes e funcionários da UFMG, entre eles o ex-reitor Cid Veloso (1989); o ex-diretor da Faculdade de Medicina, Philadelpho de Siqueira (1989); o atual diretor da Unidade, Francisco Penna; e os membros do Centro de Memória da Faculdade de Medicina, Ajax Pinto Ferreira e João Amilcar Salgado.

Um dos proponentes da reestruturação, o coordenador do Centro de Memória da Faculdade de Medicina (Cememor), Ajax Ferreira, foi o primeiro a falar. Ele ressaltou a importância da reativação desta iniciativa para a comunidade acadêmica, que poderá desenvolver estudos nas áreas das plantas medicinais, alimentares, promoção da saúde e educação ambiental.

Cid Veloso, reitor em exercício no ano de 1989, quando o Horto foi implantado pela primeira vez, comemorou a reestruturação. “É preciso reforçar a pesquisa no campo das plantas medicinais. Existe um caminho alternativo ao poder das indústrias farmacêuticas, baseado no conhecimento e na aplicação dessas plantas”, disse.

O ex-diretor da Faculdade de Medicina, Philadelpho de Siqueira, falou sobre a possibilidade da criação de uma disciplina de fitoterapia na grade curricular do curso de Medicina. “Em um curso que tem a pretensão de ser completo, é preciso conhecer a importância histórica e cultural dos fitoterápicos, tanto na prevenção quanto no tratamento das doenças”, avaliou.

Sobre o Horto
Inaugurado em 21 de abril de 1989 pelo engenheiro agrônomo Camilo Assis Fonseca Filho, o Horto Medicinal Frei Veloso cultiva mais de 70 espécies de plantas medicinais, sendo que muitas delas são de recomendação do Ministério da Saúde para o tratamento de doenças como o diabetes e a osteoporose. A data de inauguração e o nome dado ao local fazem alusão ao bi-centenáro da Inconfidência Mineira, já que Frei Veloso, tio de Tiradentes, foi quem transmitiu ao mártir do movimento conhecimentos sobre o cultivo e o uso das plantas medicinais.

O Horto foi fechado em 2006 devido ao falecimento de seu idealizador. Há quatro anos, foi elaborado o projeto de reestruturação por José Divino Lopes Filho, professor do curso de Nutrição da UFMG; Ajax Ferreira, coordenador do Cememor; e José Lucas Aleixo, pesquisador da Fundação Ezequiel Dias. A iniciativa obteve o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Nos últimos anos, foram realizadas algumas atividades, como visitas interativas para alunos do 1º e 2º grau da rede pública.

    Contador de visitas: 361 visualizações

    Veja também: