Quem Sabe convida professor a atualizar dados


Publicado em: Notícias - 21 de outubro de 2008

Entre os dias 28 e 31 de outubro o Centro de Comunicação da UFMG, Cedecom, vai promover uma ação de mobilização especialmente voltada para integrar os professores da Faculdade de Medicina ao Quem Sabe, catálogo on-line que reúne dados sobre as áreas em que o especialista atue e outras informações que ele deseje ver divulgadas.

Esta será a segunda ação com este objetivo realizada pela equipe do Núcleo de Comunicação Interna do Cedecom. Desta vez, em parceria com a Assessoria de Comunicação Social, com apoio do Centro de Informática Médica e da Liga de Telessaúde da Faculdade de Medicina. A primeira foi na Faculdade de Odontologia, em agosto.

A expectativa é de que, a partir dos esclarecimentos prestados na Faculdade, seja possível validar cerca de 100 dos 300 professores que figuram no banco de dados, o equivalente a 12% do corpo docente da UFMG. Em novembro, o trabalho será levado ao Hospital das Clínicas e às escolas de Enfermagem e Arquitetura.

Entre os participantes que efetivarem a validação dos dados no dia 31 haverá sorteio de dois kits, composto por camiseta e squeeze da Faculdade de Medicina, além de outros brindes.

Como será
Até sexta-feira, dia 31, das 9h às 17h, ininterruptamente, dois estagiários estarão à disposição dos docentes no saguão da Faculdade, prestando informações e orientando, passo-a-passo sobre como preencher o catálogo.

Uma outra equipe, composta essencialmente por voluntários, irá visitar os vários setores da Unidade com o objetivo de melhor esclarecer sobre a enorme importância da existência de um banco de dados como este numa universidade pública, como a UFMG, mas que também já é adotado pelas grandes universidades do Brasil, inclusive as particulares.

O que fazer
O primeiro passo é ter à mão a senha do Portal Minha UFMG. Os professores que se esquecerem da sua, ou que ainda não a tenham, devem procurar o Suporte de Informática da Faculdade, na sala 605.

Para se integrar ao Quem Sabe, não é preciso necessariamente que o professor digite seus dados no catálogo. Existe a opção de apenas validar os dados já digitados pela equipe que desenvolveu o banco de dados, mas é possível atualizar e alterar as informações já disponíveis. Inclusive, definir os dados que deveriam ser restritos.

Apenas 14 professores da Medicina validaram suas informações no Catálogo, que tem o objetivo de facilitar o acesso ao conhecimento produzido na Universidade.

O Quem Sabe foi desenvolvido em parceria pelo Cedecom e o Laboratório de Computação Científica (LCC).

Conheça o Quem Sabe

Redação: Marcus Vinicius dos Santos – Jornalista

    Contador de visitas: 307 visualizações

    Veja também: