Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


O concurso Guimarães Rosa 2011 oferece uma nova oportunidade para quem quer mostrar talento literário ou simplesmente exercitar o gosto pela escrita.  Por causa de um problema no sistema eletrônico, o prazo para inscrições de textos foi prorrogado até 1º de setembro.

“Foi um erro na página, que não permitiu as inscrições no prazo determinado”, justifica José Carlos Serufo, professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG e membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores (Sobrames- MG), entidades responsáveis pela premiação.

As regras para a participação no concurso não foram alteradas. Os interessados devem produzir um conto ou poema, em língua portuguesa, sobre o tema “Guimarães Rosa: vida e obra”.  Os inscritos serão divididos em três grupos –  estudantes de nível médio, universitários e demais escritores – e competirão somente com participantes da categoria eleita.

De cada grupo, serão selecionados 30 trabalhos, sendo 15 poesias e 15 contos, para apresentação oral durante a 5ª Jornada Guimarães Rosa, que será realizada na Faculdade de Medicina da UFMG. O evento, que integra as comemorações do centenário da instituição de ensino, foi remarcado para os dias 14 e 15 de outubro de 2011.

Os três primeiros lugares de cada categoria também terão seus textos publicados nas páginas da Sobrames-MG e da Faculdade de Medicina da UFMG.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas pelo site da Sobrames-MG. Aquelas realizadas até 30 de junho de 2011 continuam válidas, assim como os trabalhos já enviados. Outras informações no edital e pelo e-mail sobramesbrasil@gmail.com.

Guimarães Rosa e a medicina

Um dos mais consagrados escritores brasileiros, autor de ‘Grande Sertão: Veredas’, foi também médico, formado pela Faculdade de Medicina da UFMG. Nascido em Cordisburgo, em 27 de junho de 1908, Guimarães Rosa chegou a exercer a profissão, principalmente no interior de Minas Gerais.

Em 1963, foi eleito membro da Academia Brasileira de Letras, mas só tomou posse em 1967, no Rio de Janeiro. Três dias depois, faleceu na mesma cidade.

 

    Contador de visitas: 72 visualizações

    Veja também: