Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Inovador, aparelho permite predizer a idade do recém nascido pela pele

*Alice Leroy

3rd WHO Global Forum on Medical Devices, em Genebra. Foto: Arquivo pessoal – Zilma Reis

A coordenadora do Centro de Informática em Saúde da Faculdade de Medicina da UFMG, professora Zilma Reis, apresentou o projeto Newborn Skinage no 3rd WHO Global Forum on Medical Devices, fórum da Organização Mundial da Saúde (OMS), que aconteceu este mês em Genebra, na Suíça.

O projeto, desenvolvido em dois anos, resultou no dispositivo Preemie Test, que avalia a idade gestacional do bebê através dos componentes da sua pele, identificando a prematuridade.  Financiada pela Fundação Bill e Melinda Gates e Fapemig, a equipe multidisciplinar conta com 12 pesquisadores numa cooperação entre a medicina e outras áreas.

Demonstração de uso do Preemie Test. Foto: Carol Morena

De acordo com a professora, apenas em países desenvolvidos consegue-se determinar com precisão a idade da criança e em alguns países africanos, o número de mães que conhecem a prematuridade de seus filhos não chega a 5%. “Um dos grandes desafios mundiais é identificar a prematuridade escondida”, afirma Zilma.

Segundo a professora, a iniciativa reduz a mortalidade infantil, uma vez que permite que os médicos consigam ter mais precisão em reconhecer os bebês de maior risco​ ​para ao tomar as primeiras medidas na hora do nascimento do bebê.

O Fórum, específico sobre dispositivos médicos, recebeu 651 participantes de 85 países e contou com workshops, painéis, plenárias e stands de projetos.

Acesse a página do 3rd WHO Global Forum on Medical Devices

Leia também: https://site.medicina.ufmg.br/inicial/professora-tem-projeto-selecionado-na-area-de-inovacao/

 

Redação: Alice Leroy – estagiária de jornalismo
Edição: Mariana Pires

 

 

 

 

 

 

 

 

    Contador de visitas: 1.681 visualizações

    Veja também: