Acesso interno

Pós-graduação abre seleção para 50 professores orientadores


21 de maio de 2019


Vagas são para cursos em Gestão de Instituições Federais de Educação Superior (Gifes) e em Projetos Sociais: Formulação e Monitoramento

Vista aérea do campus Pampulha, onde está concentrada a maioria das unidades da UFMG. Foto: Foca Lisboa

O Centro de Apoio à Educação a Distância da UFMG (Caed/UFMG) abre 50 vagas para professores orientadores dos cursos de pós-graduação em Gestão de Instituições Federais de Educação Superior (Gifes) e em Projetos Sociais: Formulação e Monitoramento, ofertados pela Universidade Aberta do Brasil (UAB), na universidade.

Seleção para a pós em Gifes

Interessados em concorrer às 22 vagas para atuação na especialização em Gestão de Instituições Federais de Educação Superior devem se inscrever, até as 17h do dia 10 de junho, pelo formulário eletrônico disponível no site do Caed. À ficha de inscrição, devem ser anexados os documentos listados no edital do processo seletivo. A seleção será baseada em análise de currículo e em entrevista. O resultado será divulgado na página www.ufmg.br/ead no dia 10 de julho.

Informações: gifes.fae.ufmg@gmail.com e (31) 3409-7489.


Seleção para a pós em Projetos Sociais: Formulação e Monitoramento

As inscrições para a seleção dos 28 professores orientadores da especialização em Projetos Sociais: Formulação e Monitoramento vão até às 17h do dia 11 de junho. Os candidatos devem preencher o formulário hospedado no site do Caed e enviar a documentação exigida no edital. Análise de currículo e entrevista serão as formas de avaliação adotadas. O resultado será publicado na página no dia 11 de julho.

Informações: dso@fafich.ufmg.br.

Requisitos e atribuições

Os candidatos devem possuir mestrado ou doutorado, ter experiência mínima de um ano como docente no ensino superior e disponibilidade para participar de reuniões com os coordenadores do curso, realizadas no campus Pampulha, em Belo Horizonte. Também é necessário que eles se assegurem de que estão em conformidade com as normas que regem a concessão e a acumulação de bolsas de pesquisa e de estudo no Brasil.

As atribuições dos selecionados incluem avaliar e orientar os trabalhos de conclusão de curso propostos pelos alunos, além de integrar as bancas de defesa de seus orientandos e das de seus colegas, conforme solicitação dos coordenadores das pós-graduações.

Os aprovados atuarão como Professor Formador I ou II – Orientador de Monografia, classificação adotada pela Capes que considera o tempo de atividade do docente, e contarão com bolsas mensais de R$ 1.100 e de R$ 1.300, respectivamente.

Redação: Assessoria de Comunicação do Centro de Apoio à Educação a Distância (Caed) da UFMG