Pesquisadores discutem telessaúde e universidades


Publicado em: Notícias - 10 de dezembro de 2009

A importância de pensar em novas formas de treinamento para profissionais da saúde, capacitando-os a usar as tecnologias mais atuais para tratamentos, foi ressaltada esta manhã pelo pesquisador Theodoro Arvanitis, da Universidade de Brigham, na Inglaterra, em uma das conferências do do IV Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde, que está sendo realizado em Belo Horizonte, no Dayrell Hotel (rua Espírito Santo, 901 – Centro).

Em sua primeira visita ao Brasil, Arvanitis, que abordou o tema Telessaúde e ensino, disse que “unir medicina e tecnologia aumenta nossa possibilidade de recursos” e que a tendência é que, nos próximos anos, o paciente assuma maior responsabilidade sobre sua própria saúde. Para isso, é necessário que algum tipo de legislação seja criada no campo da telessaúde.

No evento deste ano, cerca de 400 especialistas discutem o tema Telessaúde direito de todos: contribuindo para a universalização e qualidade dos serviços. A abertura do Congresso, realizada na noite de ontem, teve a presença da ministra interina da Saúde, Márcia Bassit Mazzoli, e do ministro das Comunicações, Hélio Costa.

Panoramas
O pesquisador Vince Íon, da Universidade de Nottingham, falou hoje sobre O desenvolvimento das ações de telessaúde na Inglaterra, usando como exemplo os avanços no tratamento contra a obesidade. Claudio de Souza, professor e coordenador do Núcleo de Telessaúde da Faculdade de Medicina da UFMG, apresentou o tema Construção de projetos de telessaúde em universidades. Ele explicou o trabalho realizado pela UFMG na área e destacou a importância de se desenvolver esse tipo de pesquisa dentro da Universidade.

Estão previstas ainda para hoje outras conferências. Às 15h, vão acontecer simultaneamente três mesas-redondas com pesquisadores de países diversos sobre Experiências em telehomecare; Sustentabilidade e informação em projetos de telessaúde e Aspectos estruturantes em projetos de telessaúde.

O IV Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde é promovido pelo Ministério da Saúde, em parceria com o Conselho Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde, o Núcleo de Telessaúde da Faculdade de Medicina da UFMG e as secretarias municipal e estadual de Saúde, com apoio de diversas outras entidades.

Mais informações: www.telessaude2009.com.br ou (31) 3409 9636 e (31) 3409 9939.

Notícias relacionadas
CHAIN convida UFMG para rede de Saúde Pública – 11/12/09
Belo Horizonte é referência em telessaúde – 11/12/09
Conselho apresenta próximos desafios da telessaúde – 10/12/09
Pesquisadores discutem telessaúde e universidades – 10/12/09
UFMG vai coordenar convênio do BID na América Latina – 09/12/09
Telehomecare: eliminar barreiras e aprimorar saúde – 09/12/09
Hélio Costa vem a BH para Congresso de Telessaúde
– 09/12/09
UFMG e BID assinam convênio de US$1,4 milhões – 04/12/09
Congresso Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde – 24/11/09
Brasileiro de Telessaúde recebe trabalhos – 21/09/09
BH sedia Brasileiro de Telemedicina e Telessaúde
– 17/08/09

Outras
Telessaúde em Las Vegas
– 07/05/09
Telessaúde planeja os próximos passos
– 24/03/09
Simpósio de Telessaúde continua
– 30/09/08
Telessaúde realiza seminário de capacitação – 10/08/08
Projetos avançam em tecnologia para ensino e extensão – 19/03/08
Telessaúde: 48 de 50 já visitadas – 26/07/07
Ministério da Saúde prevê ampliação da telessaúde em Minas – 24/08/07
Telessaúde democratiza conhecimento, declara reitor
– 24/08/07
Seminário de telessaúde comprova sua eficácia multidisciplinar
– 24/08/07
Lançamento do Programa Nacional de Telessaúde – Núcleo UFMG
– 24/08/07
Núcleo mineiro do Programa Telessaúde será lançado na UFMG
– 21/08/07
Cem municípios participam do Programa de Telessaúde em Minas – 21/08/07

Redação: Cedecom/UFMG

    Contador de visitas: 281 visualizações

    Veja também: