Notícias Externas

Pesquisa sobre redes de atenção à saúde é apresentada na Faculdade


Publicado em: ExternasNotícias - 16 de abril de 2015

A Faculdade de Medicina da UFMG recebeu nesta quinta-feira, dia 16 de abril, o seminário ampliado da pesquisa “Construção de uma Rede Nacional de Avaliação Compartilhada (RAC)” que tem finalidade de realizar avaliação qualitativa sobre a produção do cuidado em diferentes modalidades à luz do processo de implantação das Redes Temáticas de Atenção à Saúde no Sistema Único de Saúde. O encontro contou com a presença de pesquisadores e trabalhadores da Rede Municipal de Saúde de Belo Horizonte, além de professores da Unidade.

Inicialmente, o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Nunes, deu às boas-vindas aos presentes e falou sobre a importância da Universidade nas pesquisas que estão sendo realizadas. “Para nós é uma honra muito grande receber esse seminário e, sobretudo, abrigar esse núcleo. A Faculdade de Medicina, como uma instituição pública, tem papel importante no ensino, pesquisa e extensão”, explicou.

IMG_8489

Pesquisadores e trabalhadores da Rede Municipal de Saúde de Belo Horizonte acompanham seminário. Foto: Bruna Carvalho

 

A professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade, Alzira de Oliveira, explicou os métodos que foram utilizados durante a pesquisa. “Essa é uma pesquisa qualitativa que foge dos moldes tradicionais. A gente não quer pesquisar, a gente quer se misturar no serviço e ajudar a equipe de trabalhadores e usuários a repensar suas práticas pensando na questão do aprimoramento e da qualidade”, avaliou.

Logo em seguida, o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Emerson Merhy, proferiu a conferência “As redes vivas e a produção do cuidado”.  Por fim, os presentes puderam acompanhar a inauguração da sala do Núcleo de Minas Gerais do Observatório de Políticas e Cuidado em Saúde, na sala 818 da Faculdade de Medicina da UFMG.

Na parte da tarde, a partir das 14h, serão apresentados os primeiros resultados parciais da pesquisa realizada nos distritos sanitários noroeste e nordeste, além do encaminhamento sobre a continuidade das atividades.

visita_ 013

Inauguração da sala do Núcleo de Minas Gerais do Observatório de Políticas e Cuidado em Saúde. Foto: Bruna Carvalho.

 

A pesquisa tem a coordenação nacional do professor Emerson Merhy, da UFRJ e conta com 17 instituições públicas federais e diversos pesquisadores que tem investigado, em 16 municípios brasileiros, as redes de atenção à saúde e a produção do cuidado em saúde. Em Minas Gerais, a pesquisa é coordenada pela professora Alzira de Oliveira Jorge. No estado, a pesquisa foi iniciada em Belo Horizonte e em outros dois distritos sanitários, onde são realizados um processo de acompanhamento de usuários-guia e seu percurso nas redes de atenção. Além da UFMG, estão envolvidas a Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Faculdade de Medicina do Vale do Aço (Univaço).

IMG_8435

Mesa de honra. Foto: Bruna Carvalho

 

Compuseram a mesa de hora o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Nunes; a sub-secretária de Gestão Regional da Secretaria Estadual de Saúde, Leda Vasconcelos;  a secretária adjunta da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e professora do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina, Alzira de Oliveira Jorge; o secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Fabiano Pimenta Júnior; o coordenador nacional da pesquisa, Emerson Merhy; a diretora da Escola de Enfermagem; Eliane Palhares; a gerente Atenção à Saúde e diretora técnica do Hospital das Clínicas, Andréa Maria Silveira; e o chefe do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG, Antônio Thomaz da Matta Machado.

    Contador de visitas: 1.298 visualizações

    Veja também: