Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Pesquisa sobre a prevalência da úlcera de pressão, mais conhecida como escara, em pacientes internados em instituições brasileiras públicas e privadas, receberá o John M. Kinney Award, prêmio de melhor trabalho clínico dos últimos dois anos da revista Nutrition. A cerimônia de premiação será realizada em setembro, na cidade de Leipzig, Alemanha.

A professora Maria Isabel, do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFMG, orientou a pesquisa. Foto: Bruna Carvalho

O artigo científico, publicado em abril de 2013 com o título “Prevalence of pressure ulcers in hospital in Brazil and associations with nutritional status – a multicenter, cross-sectional study”, concorreu com mais de 300 estudos e chamou a atenção da comunidade científica internacional pela sua relevância. A pesquisa, orientada pela professora Maria Isabel Toulson Davisson Correia, do Departamento de Cirurgia da Faculdade de Medicina da UFMG, foi realizada pela aluna de mestrado da Faculdade de Medicina da UFMG, Patrícia Alves Brito e coorientada pela professora Simone de Vasconcelos Generoso, da Escola de Enfermagem da UFMG.

O estudo avaliou a associação da úlcera de pressão com fatores considerados de risco, como a desnutrição. “A falta de nutrição adequada causa impacto negativo sobre a cicatrização de feridas e favorece o desenvolvimento da lesão”, explica Maria Isabel. Segundo ela, quando os pacientes são idosos e apresentam, além da desnutrição, distúrbios neurológicos ou câncer, os riscos de desenvolverem a úlcera são ainda maiores.

De acordo com a pesquisa, as lesões representam um problema de saúde “generalizado, doloroso e caro”, que está associado ao aumento da morbidade, da mortalidade e do tempo de internação hospitalar. Sendo a desnutrição prevalente no Brasil, a relação estabelecida com o desenvolvimento da úlcera de pressão merece avaliação cuidadosa. “Essa combinação é extremamente inconveniente para os pacientes e ao sistema de saúde”, relata a orientadora.

John M. Kinney Award

John M. Kinney foi professor de cirurgia da Faculdade de Médicos e Cirurgiões da Universidade de Columbia (1963-1987) e pesquisador distinto nas áreas de cuidados traumáticos, metabolismo e nutrição. Em reconhecimento ao seu extenso trabalho no campo da nutrição e metabolismo, Kinney foi homenageado com o estabelecimento do John M. Kinney Award, concedido pelo Instituto de Nutrição Nestlé e a Nutritional Sciences Education & Research Fund. A premiação é realizada a cada dois anos para reconhecer e apoiar investigadores nas áreas de nutrição e metabolismo.

Trabalhos

A professora Maria Isabel terá mais dois trabalhos publicados neste ano. O artigo “Subjective global assessment: A reliable nutritional assessment tool to predict outcomes in critically ill patients” é um deles. A pesquisa, que será publicada pela revista Clinical Nutrition, mostra como a avaliação nutricional, por método essencialmente clínico, é capaz de predizer complicações de pacientes graves internados em Centro de Tratamento Intensivo (CTI).

Outro artigo, intitulado “The effect of nitric oxide synthase inhibition on glutamine action in a bacterial translocation model”, será publicado no British Journal of Nutrition. O trabalho experimental avalia o impacto positivo da suplementação com o aminoácido glutamina, proteína importante para o crescimento muscular, e explica o mecanismo de ação do mesmo.

 

    Contador de visitas: 381 visualizações

    Veja também: