Para Manoel Otávio, investigar doenças negligenciadas ajuda a mudar aspectos sociais

História do professor é apresentada no Projeto Pesquisadores


    06 de junho de 2019


    Professor Manoel Otávio da Costa Rocha em entrevista ao Projeto Pesquisadores. Foto: Carol Morena

    Desde sua graduação, tendo formado em 1973, o professor Titular da Faculdade de Medicina da UFMG, Manoel Otávio da Costa Rocha, permanece vinculado à Instituição, onde se especializou e também orientou, aproximadamente, 100 especializações entre mestrado, doutorado e pós-doutorado. E com orgulho ele conta, ao Projeto Pesquisadores, que é o coordenador do grupo mais produtivo do mundo em relação à cardiomiopatia chagásica, sem sair do campus Saúde da UFMG.

    Para Manoel Otávio, especialista e referência em doenças negligenciadas, ser professor Titular significa, justamente, contribuir com a Instituição onde exerce sua docência e pesquisa. Mas, ao mesmo tempo, ele vê tanto trabalho como fonte de prazer e de juventude, já que se mantém uma curiosidade e encantamento pelo que faz.

    Saiba mais sobre o Manoel Otávio da Costa Rocha e os professores apresentados em outras edições do Projeto em www.medicina.ufmg.br/projetopesquisadores.

    O Projeto Pesquisadores

    Com o objetivo de valorizar a produção científica da Faculdade de Medicina da UFMG, o Centro de Pesquisa (CPq) e o Centro de Comunicação Social (CCS) produzem o “Projeto Pesquisadores”.

    O projeto traz a cada mês, por meio de áudio e texto, a história de vida e o percurso na ciência de um pesquisador reconhecido pelos seus pares na UFMG, no Brasil e no exterior, com participação nos programas de pós-graduação da Faculdade de Medicina da UFMG.