Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Os sonhos e seus significados


Publicado em: Divulgação Científica - 15 de julho de 2013

Programa de rádio desta semana explora os mistérios da mente durante os sonhos e destaca outros temas, como sonambulismo, insônia e alimentação noturna.

Histórias fantásticas, pesadelos medonhos. Os sonhos ainda são um grande mistério para os campos da neurologia e da psicanálise e, por isso mesmo, despertam a curiosidade de muita gente, já que seus conteúdos surgem na mente em um momento de inconsciência.

Para o neurologista e professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, Rogério Beato, os sonhos são pensamentos que ocorrem durante o sono e vêm acompanhados de imagens mentais que aparecem em sequência, dando a ideia de uma narrativa. “Isso, caracteristicamente, acontece em uma fase do sono que chamamos de REM, mas é bom ressaltar que durante todo o sono existe algum tipo de atividade cognitiva”, explica.

O REM – sigla em inglês que significa movimento rápido dos olhos – é o último estágio do sono e ocorre cerca de noventa minutos depois que a pessoa adormece, alternando entre os outros estágios durante a noite: sonolência, fase intermediária e sono de ondas lentas. Ele é conhecido por ser a fase na qual as pessoas passam a ter sonhos mais complexos, mas Rogério Beato esclarece que, mesmo nas fases anteriores ao REM, é possível sonhar. “Nós sonhamos em repetição, então seria difícil lembrar tudo que aconteceu”. É por isso também que os sonhos que recordamos ocorrem, geralmente, na fase final da noite ou quando a pessoa está prestes a acordar.

Já sobre os sonhos dos bebês, o neurologista afirma que há controvérsias entre os pesquisadores da área. Alguns afirmam que por ser uma fase onde o sono auxilia no desenvolvimento cerebral do indivíduo, o bebê ainda não é capaz de sonhar. Por outro lado, há aqueles que defendem que, pelo fato da criança ter uma quantidade maior de sono REM, já que dorme mais do que os adultos, é provável que ocorram sonhos simples, ligados à percepção de estímulos maternos.

Conteúdo dos sonhos

De acordo com a psicanalista do Grupo de Estudos Psicanalíticos de Minas Gerais, Eliane de Andrade, os sonhos são a realização de desejos. “Todas as nossas experiências deixam em nós restos energéticos, que durante o dia deixamos de lado. Então à noite, quando nossa mente está livre, esses restos se juntam e formam os sonhos”, explica.

Eliane acrescenta que toda pessoa sonha, inclusive os indivíduos que nunca enxergaram. “Acredita-se que eles sonham auditivamente ou de uma forma tátil, ou seja, através de algum registro que eles tenham e que possa se juntar durante a noite e formar o equivalente a uma imagem para quem enxerga”, conclui a psicanalista.

Tema da semana

Na série Boa noite!, especialistas discutem distúrbios que afetam o nosso sono, como o sonambulismo, a hipersonia e a insônia, além de esclarecerem dúvidas sobre a relação entre a alimentação e o sono. Confira a programação:

Saúde do sono – segunda-feira (15/07/2013)

Por dentro dos sonhos – terça-feira (16/07/2013)

Sonambulismo – quarta-feira (17/07/2013)

Insônia – quinta-feira (18/07/2013)

Sono e alimentação – sexta-feira (19/07/2013)

Sobre o programa de rádio

O Saúde com Ciência é produzido pela Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde. De segunda a sexta-feira, às 5h, 8h e 18h, ouça o programa na rádio UFMG Educativa, 104,5 fm. Ele ainda é veiculado em 30 emissoras de rádio em Minas Gerais. Também é possível conferir as edições pelo site do Saúde com Ciência.

    Contador de visitas: 647 visualizações

    Veja também: