Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Noite de Autógrafos reúne amigos na Medicina


Publicado em: CentenárioNotícias - 17 de abril de 2012

Dezenas de convidados prestigiaram a Noite de Autógrafos promovida pela Faculdade de Medicina da UFMG nesta segunda-feira, 16, no saguão em frente ao Salão Nobre da Unidade. O evento reuniu autores de 35 livros com temáticas variadas, desde a área médica até a literatura.

Quem deu as boas-vindas aos visitantes foi o diretor Francisco Penna. Logo após, o coordenador do Centro de Memória, Ajax Pinto Ferreira, declarou aberta a exposição Nas Veias da Memória – alguma história da Medicina. Instrumentos médicos, fotografias, e documentos antigos, que fazem parte do acervo Cememor, despertaram a curiosidade do público.

Representando os autores, o professor emérito da UFMG Edward Tonelli, do Departamento de Pediatria, discursou enaltecendo a importância dos escritores na história do curso de Medicina da UFMG e comentou o caráter simbólico do evento, que marca o fim das comemorações do Centenário da instituição.

Na ocasião também foi lançado o site com todas as edições digitalizadas da revista Anais da Faculdade de Medicina, que circulou entre 1929 e 1987 e foi antecessora da Revista Médica de Minas Gerais. O coordenador do Centro de Pós-Graduação da Faculdade, Manoel Otávio da Costa Rocha, elogiou a iniciativa e reafirmou a necessidade da preservação destas obras históricas para que as raízes em que o curso de Medicina na UFMG está alicerçado não sejam esquecidas. Posteriormente a estrutura do site que contém as obras digitalizadas foi apresentada pela editora administrativa da Revista Médica, Piedade Leite.

Escritores

Maria Bergo, de 96 anos, foi uma das primeiras mulheres a estudar Medicina na UFMG.

Aos 96 anos, a escritora e dermatologista formada pela Faculdade de Medicina em 1945, Maria Bergo, autora do livro “Como chegar aos 90 de bem com a vida” contou que a presença de mulheres não era comum na época em que fez a graduação. “A turma de 45 foi a primeira a formar mulheres na Faculdade de Medicina da UFMG. Hoje, após 67 anos, muita coisa mudou e não há mais diferenças de gênero na faculdade. Estou emocionada por estar aqui novamente”, disse.

Outro ex-aluno da Unidade, Ronaldo Vieira de Aguiar, autor de “Poemas Minenses”, coletânea de poesias, sonetos e trovas escritos ao longo de 20 anos, também manifestou a satisfação por retornar à faculdade. “A temática médica está presente nos textos, com referências e homenagens a professores e ilustres da Medicina, como Guimarães Rosa”, aponta. Ronaldo Aguiar elogiou o evento e agradeceu a oportunidade de rever os amigos.

 

 

    Contador de visitas: 102 visualizações

    Veja também: