O Laboratório de Neurociências está desenvolvendo algumas pesquisas relacionadas à obesidade e a doenças mentais como transtorno bipolar e esquizofrenia, e precisa de voluntários que não possuam nenhuma dessas condições para doação de sangue.

Com o sangue doado, os pesquisadores liderados pelo Professor Marco Aurélio Romano Silva fazem o chamado matching, o pareamento entre as informações colhidas de pacientes sadios e portadores das doenças estudadas.

Essa comparação permite conhecer melhor alguns aspectos das doenças e possibilita avanços em seus tratamentos. São coletados de 2 a 3 tubos de sangue, em um procedimento sem riscos aos doadores.

As pesquisas são contínuas, e as doações podem ser feitas sempre. De acordo com o professor, “cerca de 250 voluntários já contribuíram, mas esse número ainda é pequeno diante da demanda de pesquisa”.

Em contrapartida à doação, o Laboratório se compromete a oferecer gratuitamente os resultados de leituras metabólicas e de outros índices aos voluntários.

Serviço
Quem pode doar: qualquer pessoa que não possua transtornos mentais nem seja obesa.
Quem procurar: equipe do Laboratório de Neurociências, sala 114, 1º andar da Faculdade de Medicina da UFMG.
Quando: de segunda a sexta-feira, de 8h às 11h30 e de 13h às 17h.

Mais informações: Laboratório de Neurociências – 3409 9135

    Contador de visitas: 250 visualizações

    Veja também: