Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


O tema saúde dos trabalhadores do setor saúde motiva pesquisadores e gestores dos serviços em vários países. Nesta semana, representantes da Organização Panamericana da Saúde (Opas) e dos ministérios da saúde de Brasil, Cuba, Costa Rica, Colômbia, Guyana, Panamá, Jamaica, Salvador, Peru e Estados Unidos se reuniram em Bogotá para discutir o tema.

O encontro teve como objetivo identificar as áreas de intervenção para o desenvolvimento de um sistema de informação referente às situações de trabalho dos profissionais da saúde.

Iniciativa apoiada pela Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde/MS – SGTES e Opas, a coordenação do evento ficou por conta da professora Ada Ávila Assunção (MPS), pesquisadora do Nescon. “Nosso objetivo foi esclarecer a importância de tornar visíveis as informações sobre acidentes perfurocortantes, hepatite B, distúrbios psíquicos, estresse pós-traumático, lombalgia, dores nos membros superiores e outras queixas dos profissionais de saúde associados com as condições de trabalho”, ressaltou.

Outro ponto fundamental destacado pela coordenadora é a elaboração de indicadores das condições de saúde, segurança e conforto no trabalho, nos estabelecimentos de saúde dos países da América Latina e Caribe, além do desenvolvimento de estratégias adotadas posteriormente pelos países participantes.

“Também articulamos mecanismos desenvolvedores de ações de formação dos gestores e gerentes para criar sistemas capazes de melhorar as condições de trabalho. Nesse sentido, está reforçada a Rede de Atenção a Saúde dos Trabalhadores da Saúde”, lembrou Ada Ávila.

Rede Internacional de Cooperação entre países

Parceria com a Opas, a Rede tem como principais objetivos promover a cooperação entre países, construir políticas de identificação e prevenção de danos e agravos à saúde dos trabalhadores e contribuir para a elaboração de políticas no campo da gestão dos recursos humanos no setor. O projeto já foi iniciado, e está sendo desenvolvido em fases.

Redação: com Assessoria de Comunicação Social do Nescon – 3409 9700

    Contador de visitas: 84 visualizações

    Veja também: