Medicina instala câmeras para proteger comunidade


Publicado em: Notícias - 20 de dezembro de 2007

Quem circula pelos corredores da Faculdade de Medicina da UFMG já pode se sentir mais seguro.

Do subsolo ao oitavo andar foram instaladas câmeras de segurança, monitoradas pelos porteiros e recepcionistas da Unidade, e pela Divisão de Segurança Universitária (DSU).

Sérgio Eduardo Rocha Corrêa, chefe da Seção de Serviços Gerais (SSG), conta que a intenção é inibir pequenos furtos e vandalismo.

“Se for possível, queremos levar a zero este tipo de procedimento. E vamos fazer de tudo para isso”, afirma, apontando as câmeras também como uma ferramenta importante no registro de ações de desrespeito aos funcionários da Medicina.

“As câmeras foram instaladas em todos os andares, em pontos estratégicos”, revela, sem dizer os locais exatos, o gerente administrativo da Unidade, Maurílio da Silva Elias. Ele reforça a importância da medida, não apenas para contribuir com a segurança de toda a comunidade, mas também do patrimônio público.

Na entrada principal da Faculdade, acima do balcão da Recepção, foi instalado um monitor LCD de 42 polegadas, para permitir que os porteiros possam acompanhar, em tempo real, as imagens transmitidas aleatoriamente.

Segundo Maurílio, o objetivo do monitor é permitir o acompanhamento e verificação de segurança, além deixar claro para visitantes que o local é monitorado. Além disso, as imagens são monitoradas 24 horas pela DSU, do Departamento de Serviços Gerais da UFMG (DSG).

A instalação do equipamento no prédio da Medicina durou cerca de um mês. O valor total da instalação, em torno de 40 mil reais, inclui o tecnologia do sistema implantado, cabeamento e adaptações necessárias, como na parte elétrica.

O planejamento é de que, logo no primeiro semestre de 2008, a Biblioteca J. Baeta Vianna, do Campus Saúde, também receba o sistema de vigilância.

Redação: Mariana Pires – Estudante de Jornalismo

    Contador de visitas: 220 visualizações

    Veja também: