Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Foto: Acervo Manuelzão

O Projeto Manuelzão ganhou esta semana duas das três categorias em que era finalista no Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade & Amor à Natureza: Melhor Exemplo em Comunicação e Mobilização Social e Destaque Especial. O prêmio é uma ação da revista Ecológico, que visa destacar ações que ajudem a preservar o meio ambiente e melhorar a qualidade de vida.

Na primeira categoria, relativa às ações de comunicação e mobilização social, o Projeto Manuelzão foi premiado por ações que se dão por meio do Grupo de Educação e Mobilização (GEM). O grupo desenvolve atividades de educação ambiental como Manuelzão vai à escola, envolvendo alunos e professores de ensino fundamental e médio e também com os Núcleos Manuelzão. Esses compartilham informações, discutem e definem ações que beneficiam as bacias e a gestão das águas junto às comunidades.

Na área da Comunicação, o Projeto possui a revista mensal Manuelzão, a newsletter semanal Manuelzão Informa, o programa de rádio quinzenal Manuelzão dá o Recado e ainda o site, onde todos esses conteúdos estão disponíveis.

Em Destaque Especial, foi premiado o trabalho que promoveu atividades de revitalização dos córregos Joões e Baleia. Os vencedores foram Senhor Nonô, integrante do Núcleo Navio/Baleia, e Marcus Vinícius Polignano, coordenador do Projeto Manuelzão. Nessa categoria, disputavam Dona Geralda, fundadora da Asmare, e João Roberto Barbosa, gerente do Parque Estadual Veredas do Peruaçu.

Redação: Cedecom/UFMG

    Contador de visitas: 478 visualizações

    Veja também: