Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


O Projeto Manuelzão completa em 2007 dez anos de trabalho em favor da melhoria das condições ambientais da bacia do Rio das Velhas.

No próximo dia 11 de dezembro, uma solenidade reunirá representantes das organizações que fazem parte dessa trajetória, assim como as lideranças que ajudam a construir o Projeto em cada canto da bacia. O encontro será realizado às 17 horas, no Salão Nobre da Faculdade de Medicina da UFMG.

O evento destaca a contribuição de uma iniciativa acadêmico-social para a consolidação de uma política pública efetiva, a meta de Navegar, Pescar e Nadar na bacia do Rio das Velhas em sua passagem pela região metropolitana de Belo Horizonte até 2010.

Inicialmente vinculado estritamente ao Departamento de Medicina Preventiva, na Faculdade de Medicina da UFMG, o Projeto cresceu, ampliou seu campo de ação, ganhou credibilidade. Com o tempo, sofisticou suas referências, incorporou novos conhecimentos, convocou outros interlocutores.

A iniciativa envolve hoje vários departamentos da Universidade, como o de Comunicação, o Instituto de Ciências Biológicas e o Instituto de Geociências, além de parceiros no setor público, empresarial e da sociedade civil.

“Nós estamos construindo tecnologia, aprendendo a avaliar o rio e criando capacidade de passar isso para a comunidade”, avalia Thomaz Mata Machado, professor da Faculdade de Medicina e também coordenador do Projeto.

Foram convidados a compor a mesa o prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, a secretária estadual de educação, Vanessa Guimarães, o secretário estadual de meio ambiente, José Carlos Carvalho, o presidente da Copasa, Márcio Nunes, o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Francisco José Penna, e o reitor da UFMG, Ronaldo Tadêu Pena. Compõe a mesa ainda o professor da Faculdade de Medicina e coordenador geral do Projeto Manuelzão, Apolo Heringer Lisboa. Também foram convidados os diretores das demais unidades da UFMG, representantes das superintendências de educação, dos Núcleos Manuelzão, dentre outras instituições.

.História

O Projeto Manuelzão foi criado oficialmente em 7 de janeiro de 1997, data em que foi a campo na bacia do Velhas a primeira turma do Internato Rural orientada pela proposta da revitalização do Rio das Velhas. Nessa data, Manuelzão, ainda vivo, apoio e emprestou seu nome à iniciativa.

O professor Apolo destaca que a proposta do Projeto Manuelzão surgiu no momento em que a Faculdade de Medicina rediscutia os rumos do Internato, cuja atuação estava muito voltada para o assistencialismo e não para a saúde coletiva, seus objetivos originais.

Na opinião do professor Apolo, era preciso definir um território e uma linha de atuação. Assim, o projeto Rio das Velhas conseguia traduzir essa necessidade: um território, a bacia, e um objetivo, a volta do peixe ao rio.

Serviço
Data: 11/12/2007
Horário: 17 horas
Local: Salão Nobre da Faculdade de Medicina da UFMG
Avenida Alfredo Balena, 190 – Santa Efigênia. BH. MG.
Atenção: É preciso confirmar presença até o dia 6 de dezembro
Informações: (31) 3409-9818

 

Redação: Assessoria de Comunicação Social do Projeto Manuelzão

    Contador de visitas: 337 visualizações

    Veja também: