Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Minas Gerais terá um grupo de estudos em Simulação, área que usa a tecnologia para reproduzir procedimentos médicos de forma mais ética e segura, sem risco de danos ao paciente. A proposta é dar continuidade à troca de experiências fomentada pelo I Encontro Mineiro de Simulação em Saúde, realizado na sexta-feira, 11 de maio, no auditório do Centro de Tecnologia em Saúde (Cetes) da Faculdade de Medicina da UFMG.

Profissionais, professores e estudantes somaram 82 participantes, dentre eles representantes de dez grupos de Simulação de Minas Gerais, das cidades de Alfenas, Diamantina, Divinópolis, Ipatinga, Itaúna, Juiz de Fora, Montes Claros, Ouro Preto e Uberlândia, além da capital.

O coordenador do centro Reanimação – Educação em Emergências, Sérgio Diniz Guerra, destacou a importância da simulação no Brasil. “Estamos em um país que deve absorver o que vem de fora, mas também precisa reconhecer o que é nosso, valorizar as práticas que são desenvolvidas aqui”, ressaltou.

Para a coordenadora do encontro, a professora Maria do Carmo Barros de Melo, a cena de simulação em Minas ainda é incipiente, mas está em crescimento. Segundo ela, o evento foi apenas o primeiro, e foi sediado na UFMG pela importância de Laboratório de Simulação no Estado. “O LabSim se destaca como o mais bem equipado de Minas Gerais”, enfatizou.

Os convidados fizeram uma visita guiada ao laboratório, onde puderam ver computadores, manequins, modelos anatômicos e equipamentos usados na reprodução de procedimentos como exames ginecológicos, práticas de ressuscitação cardiorrespiratória, intubação traqueal e administração de medicamentos.

Autoridades

Na abertura do encontro, compuseram a mesa de honra: a vice-reitora da UFMG, Rocksane Norton; o vice-diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Nunes; a vice-diretora do Hospital das Clínicas da Universidade, Luciana de Gouvêa Viana; o diretor do Hospital Universitário Risoleta Tolentino Neves, Ricardo Castanheira; a representante da Secretaria de Estado de Saúde, Albertina Santiago Rego; o presidente da Associação Brasileira de Simulação em Saúde, Augusto Scalabrini; o presidente do Conselho Regional de Enfermagem, Rubens Schroder Sobrinho; o coordenador do Núcleo de Educação em Saúde Coletiva, Edison José Correa; o coordenador do Cetes, Cláudio de Souza e a coordenadora do Laboratório de Simulação da Faculdade de Medicina da UFMG, Maria do Carmo Barros de Melo.

Leia também: Cetes sediará Encontro Mineiro de Simulação

    Contador de visitas: 421 visualizações

    Veja também: