Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Foto: Diogo Domingues

Com a proposta de oferecer à população tratamento ambulatorial e interdisciplinar nas áreas de geriatria, ginecologia e obstetrícia, o Hospital das Clínicas da UFMG (HC) inaugurou, na manhã de ontem, o Instituto Jenny de Andrade Faria de Atenção à Saúde do Idoso e da Mulher, que também abrigará os ambulatórios do Instituto Alfa de Gastroenterologia (IAG).

Médicos, professores, funcionários, estudantes e residentes, além de familiares e amigos, reuniram-se no saguão do prédio para a cerimônia, aberta pelo reitor da UFMG, professor Clélio Campolina Diniz.
Discursaram também, na ocasião, o professor Ronaldo Pena, reitor da UFMG no mandato de 2006 a 2010, a professora Tânia Mara Assis Lima, diretora geral do HC, o ex-aluno Aloysio Faria, que doou recursos para a construção do Instituto, os vereadores Luzia Ferreira, presidente da câmara e Paulo Lamac, líder do governo na câmara, Wagner Eduardo Ferreira, secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e Marcelo Teixeira, Secretário Municipal de Saúde.
O prédio de seis andares localiza-se à Alameda Álvaro Celso, 117, onde anteriormente estava sediado o Ambulatório Carlos Chagas, demolido para abrigar o Instituto.

Atendimento Ampliado

Com a construção do Instituto, estima-se que no atendimento geriátrico haverá um aumento de 600 para duas mil consultas mensais e a obstetrícia terá um salto de 50% no número de atendimentos.

O Instituo abrigará, ainda, todos os ambulatórios do Instituto Alfa de Gastroenterologia do HC, compreendendo as diferentes áreas da especialidade. A realização ambulatorial de exames endoscópicos e ultrassonográficos será possibilitada, o que permitirá agilizar o atendimento e oferecer este tipo de propedêutica especializada aos pacientes.

Recursos

O projeto do mais novo espaço do Hospital das Clínicas da UFMG foi viabilizado por meio de recursos da ordem de R$ 8,5 milhões doados pelo ex-aluno da Faculdade de Medicina da UFMG, Aloysio Faria.

Aloysio foi homenageado por todos os presentes, que enalteceram seu cuidado e compromisso com a saúde pública. Ele recebeu, das mãos do vereador Paulo Lamac, diploma de honra ao mérito à dedicada atenção à cidade, tornando-o cidadão honorário de Belo Horizonte.

“Procurar atender o idoso é dever do cidadão e ser humano, e mais, um desejo de toda a população”, afirmou o Faria. “Acredito que toda vez que um ex-aluno pode fazer algo para elevar o bom nome da UFMG, deve fazer”, concluiu.

Instituto Jenny de Andrade Faria abre as portas
Com a proposta de oferecer à população tratamento ambulatorial e interdisciplinar nas áreas de geriatria, ginecologia e obstetrícia, o Hospital das Clínicas da UFMG (HC www.hc.ufmg.br) inaugurou, na manhã de ontem, o Instituto Jenny de Andrade Faria de Atenção à Saúde do Idoso e da Mulher, que também abrigará os ambulatórios do Instituto Alfa de Gastroenterologia (IAG http://www.hc.ufmg.br/iag/).
Médicos, professores, funcionários, estudantes e residentes, além de familiares e amigos, reuniram-se no saguão do prédio para a cerimônia, aberta pelo reitor da UFMG, professor Clélio Campolina Diniz.
Discursaram também, na ocasião, o professor Ronaldo Pena, reitor da UFMG no mandato de 2006 a 2010, a professora Tânia Mara Assis Lima, diretora geral do HC, o ex-aluno Aloysio Faria, que doou recursos para a construção do Instituto, os vereadores Luzia Ferreira, presidente da câmara e Paulo Lamac, líder do governo na câmara, Wagner Eduardo Ferreira, secretário-adjunto da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e Marcelo Teixeira, Secretário Municipal de Saúde.
O prédio de seis andares localiza-se à Alameda Álvaro Celso, 117, onde anteriormente estava sediado o Ambulatório Carlos Chagas, demolido para abrigar o Instituto.
Atendimento Ampliado
Com a construção do Instituto, estima-se que no atendimento geriátrico haverá um aumento de 600 para duas mil consultas mensais e a obstetrícia terá um salto de 50% no número de atendimentos.
O Instituo abrigará, ainda, todos os ambulatórios do Instituto Alfa de Gastroenterologia do HC, compreendendo as diferentes áreas da especialidade. A realização ambulatorial de exames endoscópicos e ultrassonográficos será possibilitada, o que permitirá agilizar o atendimento e oferecer este tipo de propedêutica especializada aos pacientes.
Recursos
O projeto do mais novo espaço do Hospital das Clínicas da UFMG foi viabilizado por meio de recursos da ordem de R$ 8,5 milhões doados pelo ex-aluno da Faculdade de Medicina da UFMG, Aloysio Faria.
Aloysio foi homenageado por todos os presentes, que enalteceram seu cuidado e compromisso com a saúde pública. Ele recebeu, das mãos do vereador Paulo Lamac, diploma de honra ao mérito à dedicada atenção à cidade, tornando-o cidadão honorário de Belo Horizonte.
“Procurar atender o idoso é dever do cidadão e ser humano, e mais, um desejo de toda a população”, afirmou o Faria. “Acredito que toda vez que um ex-aluno pode fazer algo para elevar o bom nome da UFMG, deve fazer”, concluiu.

    Contador de visitas: 2.515 visualizações

    Veja também: