Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Indicadores de desempenho auxiliam unidades de saúde


Publicado em: ExternasNotícias - 25 de julho de 2017

Os profissionais das mais de cinco mil unidades básicas de saúde (UBS) do estado cadastradas nos Programas de Triagem Neonatal e Pré-Natal de Minas Gerais podem acessar os indicadores de desempenho pelo site do Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico da Faculdade de Medicina da UFMG (Nupad). Os dados são atualizados mensalmente e se referem a números específicos de cada UBS, tais como: crianças triadas pelo teste do pezinho, gestantes triadas para a toxoplasmose, tempo médio entre coleta e postagem, e percentual de amostras insatisfatórias.

Os números estão disponíveis no portal do Nupad, na área de acesso restrito dos municípios/UBS, na aba “Indicadores”. Segundo o coordenador do Setor de Monitoramento do Cuidado (SMC), Marcos Lopes, tratam-se de dados frequentemente solicitados pelas unidades de saúde por e-mail e telefone: “eles possibilitam aos profissionais o monitoramento da produtividade referente a cada programa desenvolvido pelo Nupad”, explica.

Os indicadores são exibidos em forma de gráficos e abrangem o histórico dos últimos 12 meses, o que permite à cada UBS observar a tendência dos números. “É possível verificar a evolução dos dados e tomar as medidas necessárias para melhorá-los”, informa Marcos.

Indicadores na triagem neonatal
Para o coordenador, os indicadores de tempo médio entre nascimento da criança e coleta das amostras e entre coleta e postagem nos Correios são os mais importantes para o Programa de Triagem Neonatal, uma vez que influenciam o diagnóstico precoce e o início do tratamento no tempo ideal, caso necessário. “A orientação é que a coleta ocorra entre o terceiro e quinto dia de vida, porém, ainda se observa uma tendência das UBS em realizá-la apenas no quinto dia, de forma a coincidir com a data de primeira vacina dos recém-nascidos”, aponta. Esses dois dias, segundo Marcos, podem não prejudicar as crianças com desenvolvimento normal, mas podem ser determinantes no diagnóstico e diminuição de sequelas decorrentes das doenças identificadas em crianças com triagem alterada.

Quanto ao segundo indicador, a orientação é que a postagem da amostra ocorra no mesmo dia da coleta ou, se não for possível, no dia seguinte. Contudo, existem unidades que ultrapassam o prazo por priorizar o envio de amostras em conjunto. “De que adianta coletar em tempo ideal e não postar imediatamente? Estaremos da mesma forma prejudicando o diagnóstico precoce da criança”, alerta o coordenador.

Marcos ressalta que, além de favorecer a independência das unidades de saúde em seu processo de gestão, a disponibilização dos indicadores também auxilia o SMC em uma avaliação sistemática dos Programas executados pelo Núcleo, dadas as dimensões e particularidades de cada região do estado. “Esse processo fortalece a parceria entre o Nupad e os municípios”, conclui.

Mais informações: Setor de Monitoramento do Cuidado do Nupad (SMC) – (31) 3409 8900.

    Contador de visitas: 428 visualizações

    Veja também: