Notícias Externas

HIV/Aids: conceitos, realidade atual e desafios


Publicado em: Aspas SonorasExternas - 8 de fevereiro de 2018

Professores da UFMG falam sobre os conceitos que envolvem o tema, o método preventivo conhecido como Profilaxia-Pré-Exposição e o tratamento de crianças que nascem com o vírus HIV

Desde a década de 1980, quando foi diagnosticado o primeiro caso de Aids, sigla em inglês para Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, o tema é debatido tanto no convívio cotidiano como nos meios científicos. De lá pra cá, algumas concepções sobre o tema foram esclarecidas, principalmente no que se refere às formas de contágio e ao preconceito em relação às pessoas que vivem com o vírus HIV.

Mesmo nesse cenário, o assunto ainda não é completamente dominado pela população, sendo importante que alguns conceitos básicos sejam explicados e compreendidos. O médico infectologista e professor da Faculdade da Medicina da UFMG, Unaí Tupinambás, esclarece como o vírus HIV atua no organismo humano e cita exemplos de possíveis vulnerabilidades:

 

Os conceitos básicos sobre o HIV/Aids foram abordados no programa de segunda-feira da série “Na Luta contra a Aids 2017”, produzida pelo Saúde com Ciência.

Profilaxia Pré-Exposição

A Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) é um método adicional de prevenir a contaminação pelo vírus HIV. Já utilizado em alguns países, esse método é baseado na ingestão diária de medicação antirretroviral – a mesma utilizada no tratamento de pessoas HIV positivas – para indivíduos que não têm o vírus no organismo, diminuindo a chance de transmissão do HIV.

Públicos prioritários para administração da Profilaxia Pré-Exposição (PrEP). Clique para ampliar o quadro.

A ideia é que a PrEP seja disponibilizada para públicos mais vulneráveis à transmissão do vírus (veja quadro), representando uma alternativa complementar ao uso de preservativos, e que sua implementação seja acompanhada regularmente por profissionais da saúde. A PrEP foi destaque do programa de quinta-feira.

O professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, Mateus Westin, cita o exemplo de um estudo que comprova a eficácia do método:

 

Ao fazer uso da medicação antirretroviral, a tendência é que haja a diminuição das chances de contaminação pelo HIV mesmo com o contato, mas continuar utilizando os preservativos é extremamente importante para que o método funcione. O professor Mateus também exemplifica tratamentos já utilizados que apresentam características análogas à PrEP:

 

Transmissão Vertical

Uma das formas de transmissão do vírus HIV mais efetivamente combatidas com o avanço dos medicamentos antirretrovirais é a transmissão vertical, quando a transmissão ocorre da mãe para o bebê, podendo ocorrer durante a gestação, no momento do parto ou no aleitamento materno. A realidade atual da transmissão vertical foi discutida no programa de sexta.

Ainda que o número de transmissões verticais tenha sido reduzido devido à eficácia do tratamento, há casos de crianças que nascem com o HIV, em geral, relacionados a situações de mulheres em condições vulneráveis e que encontram dificuldades no acesso aos serviços de saúde.

Nesses casos, a criança deve ser submetida ao tratamento de forma imediata, buscando impedir o surgimento dos sintomas da Aids. O professor da Faculdade de Medicina e coordenador do grupo de pesquisa em HIV em gestantes, crianças e adolescentes, Jorge Pinto, fala sobre a necessidade de o tratamento dessas crianças ser realizado no âmbito da multidisciplinaridade:

 

Jorge Pinto ainda comenta uma das principais dificuldades da adesão completa ao tratamento, sobretudo na primeira infância, situação relacionada à apresentação e formulação dos medicamentos disponíveis:

 

Aspas Sonoras

As “Aspas Sonoras”, produção do Centro de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG, ampliam a discussão sobre os temas abordados nas séries de rádio realizadas pelo Saúde com Ciência. As matérias apresentam áudios e textos inéditos do material apurado na produção das séries.

A série “Na Luta contra a Aids” foi ao ar entre os dias 27 de novembro e 1 de dezembro de 2017. Além dos termos e conceitos referentes ao HIV/Aids, PrEP e transmissão vertical, a série destacou o cenário de hoje e o preconceito social relacionado à Aids.

Redação: Bernardo Estillac – estagiário de Jornalismo

Edição: Lucas Rodrigues

    Contador de visitas: 729 visualizações

    Veja também: