Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


O Hospital das Clínicas da UFMG inaugura nesta segunda-feira, 5 de março, o Setor de Ressonância Magnética e passa a ser o primeiro hospital público integrado à rede SUS, na capital mineira, a realizar exames com esse tipo de tecnologia. A Ressonância Magnética consiste em método de obtenção de imagens com importância crescente em várias especialidades médicas, principalmente em Neurologia, Ortopedia e Angiologia. O equipamento pode ser utilizado ainda para complementar informações fornecidas pela ultrassonografia e tomografia computadorizada.

A implantação  irá beneficiar os pacientes internados no HC ou encaminhados pela Secretaria Municipal de Saúde. O equipamento permitirá maior agilidade e melhor capacidade resolutiva nas decisões diagnósticas. Os médicos residentes e os profissionais do HC terão acesso a uma tecnologia moderna, que permitirá diagnósticos precisos e em menor tempo.

Pronto-socorro

O HC/UFMG também inaugura a segunda etapa da ampliação do Pronto Socorro (PS). O novo espaço vai oferecer mais conforto e segurança aos pacientes e profissionais e, ainda, adequar o Hospital a exigências da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e da Vigilância Sanitária Estadual (VISA/MG).

Na nova estrutura funcionará a Sala de Emergência, que foi ampliada de 9 para 12 leitos, separados por divisórias. A Observação Pediátrica também vai se instalar no novo espaço, tendo a sua capacidade de atendimento quase duplicada (de 8 para 15 leitos). A ala nova é de 460 m² e terá ainda salas de apoio, postos de enfermagem, salas de prescrição, sala de conversa com a família e sala para descanso médico. Tudo isso com sistema de ar-condicionado, de maneira a proporcionar mais conforto aos pacientes, acompanhantes e funcionários. O ambiente contará também com cinco pontos para instalação de monitores de televisão.

A terceira e última etapa da obra acontecerá na ala Norte, com previsão de início no mês de março e de término em dezembro deste ano. Nela funcionará a Observação Adulto Masculina e Feminina, que contará com escaninhos para guardar os pertences dos pacientes e dos acompanhantes. Inaugurada em dezembro de 2008, a primeira etapa da reforma aconteceu na ala Sul do PS, quando foram trocados pisos, instalações hidro-sanitárias, redes elétrica e telefônica, além do condicionamento de ar dos consultórios. O espaço tem uma área de 550 m², onde funcionam a recepção, a qualificação de risco e os consultórios.

Novos equipamentos

A inauguração também marcará a instalação de novos equipamentos, na Unidade de Apoio Diagnóstico e Terapêutica por Imagens (UFADTI) do HC/UFMG. O espaço está passando por uma completa reestruturação, com o objetivo de ampliar a realização de exames radiológicos e proporcionar melhores condições de trabalho, de ensino, mais segurança e conforto para pacientes e profissionais. Dentre as principais mudanças estão a implantação do sistema de digitalização de imagens, a adequação do espaço físico, a instalação de novos equipamentos e o treinamento dos profissionais. Ao todo, foram investidos quase 10 milhões de reais.

Raios X telecomandado, aparelho de mamografia, tomógrafo Multislice 64 canais, digitalizador de imagem CR Multidetector e aparelho de ressonância magnética são os equipamentos que renovarão o parque tecnológico em imaginologia do HC/UFMG. Enquanto a Ressonância Magnética foi financiada com recursos do Ministério da Saúde, os demais equipamentos foram custeados pelo Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (REHUF). O Hospital, com recursos do Programa de Fortalecimento e Melhoria da Qualidade dos Hospitais do SUS/MG (PROHOSP), da Secretaria Estadual de Saúde, ganhou um sistema de digitalização de imagens e, com recursos próprios, custeou a modernização do aparelho de hemodinâmica e do tomógrafo, já existentes.

(Com Assessoria de Comunicação do HC/UFMG)

 

 

 

 

    Contador de visitas: 470 visualizações

    Veja também: