Film İzle | ufak tefek cinayetler son bölüm izle
Fronteiras do saber e fazer na Atenção Primária à Saúde – Faculdade de Medicina da UFMG

Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Fronteiras do saber e fazer na Atenção Primária à Saúde


Publicado em: CongressoExternas - 1 de agosto de 2017

Parte da programação do 4º Congresso nacional de Saúde, que acontece nos dias 28, 29 e 30 de agosto na Faculdade de Medicina da UFMG, o eixo temático “Atenção Primária: Medicina de Família e Comunidade” discutirá sobre prevenção quaternária, tomada de decisão compartilhada e medicina centrada na pessoa.

Coordenado pelo professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG e médico de família e comunidade, Nathan Mendes Souza,  o eixo  reunirá especialistas para aprofundar o debate nos aspectos e cenários da Atenção Primária à Saúde no Brasil, e contará com a participação de estudantes de graduação que integram a Liga Acadêmica de Medicina de Família e Comunidade (Lamfac).

Prevenção Quartenária
A mesa-redonda “Prevenção quaternária” será moderada pelo professor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina da UFMG e médico de família e comunidade, Lucas Knupp.

Ele conta que o termo “prevenção quaternária” foi cunhado pelo médico belga Marc Jamouille e se refere ao conjunto de ações que protegem as pessoas de intervenções médicas desnecessárias. “Muitos erros médicos não são cometidos pela negligência perante o problema, mas pelo excesso de intervenções desnecessárias”, avalia Knupp.

Participam da mesa ainda a professora Maria Sofia Fuentes, da Universidad Peruana Cayetano Heredia, a professora Anne Andermann, da McGill University, do Canadá, e Arn Migowski, Chefe da Divisão de Detecção Precoce de Câncer do Inca-RJ.

France Légaré, da Université Laval, é palestrante do eixo. Foto: Reprodução – Université Laval

Outros debates
A mesa-redonda “Medicina Centrada na Pessoa” vai convidar a fundadora e coordenadora do espaço para gestantes Ishtar em Belo Horizonte e ativista da ONG Parto do Princípio, Polly do Amaral. Ambas instituições trabalham a promoção da gestação e parto humanizados. A palestra de Polly vai abordar saúde da mulher  centrada em seus desejos, valores e expectativas, sobretudo no atendimento a gestação e ao parto.

De acordo com Polly do Amaral, muitas vezes as mulheres são submetidas a práticas obsoletas e prejudiciais, que ignoram a experiência do parto como uma etapa importante da sexualidade. “Compreender como a formação patriarcal da sociedade gera desigualdades sobre a vida das mulheres é importante para construir estratégias que enfrentem essa realidade”, defende a ativista.

Já a mesa-redonda “Tomada de decisão compartilhada” será coordenada pelo professor Nathan Mendes, contará com a presença do geriatra Reginaldo Valacio, fundador e coordenador do projeto Mais Evidências e da professora France Legaré, da Université Laval, no Canadá.

Intervenções
A Liga Acadêmica de Medicina de Família e Comunidade (Lamfac) apresentará, antes de cada mesa-redonda, uma intervenção que busca sensibilizar os presentes a respeito dos temas discutidos. “A ordem, sequência e forma como planejamos as três intervenções têm por objetivo preparar para as discussões e exposições que virão. É uma forma de sussurrar reflexões práticas no ouvido dos presentes”, explica o professor e médico de família e comunidade, Luís Guilherme Mendonça, tutor e facilitador da Lamfac. As intervenções serão interativas com a plateia e terão duração curta, de no máximo 5 minutos. “Garanto reflexões profundas e muito humor”, promete o professor.

Congresso de Saúde
A 4ª edição do Congresso será realizada do dia 28 a 30 de agosto de 2017, na Faculdade de Medicina da UFMG, com o tema “Promoção da Saúde: Interfaces, Impasses e Perspectivas”.

O Congresso Nacional de Saúde é direcionado a um público multidisciplinar, composto de profissionais de diversas áreas da Saúde e correlatas, tanto do setor público quanto do setor privado, em especial professores, técnicos e estudantes, bem como agentes da saúde.

O 4º Congresso Nacional da Saúde integra ainda a programação das comemorações dos 90 anos da UFMG, celebrados em 2017.

Leia também:
Desafios da Atenção Primária e Medicina de Família em debate no Congresso

4º Congresso prioriza áreas da Saúde de maior relevância na atualidade

Mais informações na página do 4º Congresso Nacional de Saúde.

    Contador de visitas: 534 visualizações

    Veja também: