Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Formandos de 1965 comemoram jubileu de ouro


Publicado em: ExternasNotícias - 14 de agosto de 2015

IMG_1004

Foto: Caroline Morena

A 49ª turma de formandos do curso de Medicina da UFMG comemorou hoje, dia 14 de agosto, o jubileu de ouro em razão dos 50 anos de formatura. A cerimônia, realizada no Salão Nobre da unidade, contou com a presença dos jubilandos acompanhados de seus familiares.

Na abertura da cerimônia, o diretor da Faculdade de Medicina, Tarcizo Afonso Nunes, falou sobre a importância da atuação dos médicos formados pela UFMG para a sociedade. “A Faculdade cresceu e hoje recebe mais de 1900 alunos. Vamos ampliando, cada vez mais, nosso exercício na atuação da sociedade,” contou.

O orador da Associação dos Ex-alunos e Amigos da Faculdade de Medicina da UFMG, professor César Augusto Vieira, destacou a mudança do perfil dos alunos, com destaque para a predominância de mulheres nas turmas formadas recentemente. “Quando nos formamos, apenas 7,5% dos que formaram eram mulheres. Esse número recentemente chegou a 52%. Nos alegramos e esperamos que com isso tenhamos uma prática da medicina cada vez mais humana e afetuosa. Aos  jubilandos, nosso desejo é que continuem as trajetórias com brilhantismo contribuindo para a melhoria do sistema de saúde brasileiro em benefício de todos nós”, enalteceu.

IMG_1020

Foto: Caroline Morena

A cerimônia homenageou o professor Ângelo Machado Monteiro. Em seu discurso, o professor destacou a importância do afeto na prática diária de aprendizagem e atuação na medicina. “Existe uma coisa em comum entre os jubilados e homenageados: o carinho por esta faculdade. O carinho é importante tanto na relação entre professor e aluno, tanto quanto entre médico e pacientes. É uma emoção estar aqui e ser lembrado com afeto”.

O orador da turma de 1965, José Carlos Ribeiro de Resende Alves, falou sobre as transformações políticas e sociais do mundo nos últimos 50 anos e das mudanças curriculares pelas quais o curso passou. “Questiona-se se a antiga grade de cinco anos funcionou ou não. Estudamos pouco as chamadas “humanidades”. O estudo desta área no curso de medicina é capaz de formar não apenas grandes profissionais, mas grandes cidadãos”, avaliou.

Ao final da cerimônia, os jubilandos homenagearam os professores com entrega de placas comemorativas e posaram juntos para a foto oficial.

Foram homenageados os professores Ângelo Machado Monteiro, Arnaldo Antônio Elian, Enio Leão e Mário Dias Corrêa. Junto a estes, compuseram a mesa o diretor e o vice-diretor da Faculdade de Medicina, Tarcizo Afonso Nunes e Humberto Alves; a vice-presidente e o orador da Associação dos Ex-Alunos a Amigos da Faculdade de Medicina da UFMG, Valda Maria Franqueira Mendonça e César Augusto Vieira, respectivamente.

    Contador de visitas: 1.497 visualizações

    Veja também: