Film İzle | karımı gördünüz mü izle
Farmácia apresenta programa de descarte correto de medicamentos – Faculdade de Medicina da UFMG

Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Internas

Farmácia apresenta programa de descarte correto de medicamentos


Publicado em: InternasNotícias - 29 de agosto de 2017

A cada ano, os brasileiros descartam, nas redes de esgoto ou no lixo comum, cerca de 30 mil toneladas de medicamentos, o que “gera passivos ambientais capazes de pôr em risco a saúde e o meio ambiente”, alerta a diretora da Faculdade de Farmácia da UFMG, professora Leiliane Coelho André.

Segundo ela, atualmente há uma classe de novos contaminantes,  principalmente nos corpos hídricos, denominados “poluentes emergentes”, entre os quais estão incluídos produtos farmacêuticos, que podem causar danos à saúde.

Tal preocupação levou a Diretoria da Faculdade a lançar nesta segunda-feira, 28, a campanha Descarte Sustentável de Medicamentos. Na solenidade foi apresentado o dispensador contentor, que ficará instalado em posto de coleta na entrada principal do prédio, para receber os medicamentos trazidos pela comunidade do campus Pampulha. Os medicamentos coletados serão encaminhados para empresa que tem contrato com a UFMG para descarte de resíduos sólidos.

A intenção é ampliar o alcance da iniciativa, com instalação de postos de coletas em outras unidades, em parceria com o Departamento de Gestão Ambiental (DGA), órgão da Pró-Reitoria de Administração (PRA). Também estão previstas ações de sensibilização e de conscientização por meio de material gráfico, mídia social e palestras.

A cada novo local em que seja implantada a coleta, a farmacêutica Adriana Aparecida da Silva, do setor de Gerenciamento Ambiental e Biossegurança da Faculdade de Farmácia, fará a apresentação do programa, com esclarecimento sobre os riscos do descarte incorreto.

Agenda regulatória
Leiliane André explica que o estabelecimento de um programa adequado de descarte de medicamentos integra a agenda regulatória da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) desde 2008, tendo se tornado tema estratégico a partir de 2010, com a promulgação da Lei 12.305, que instituiu a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). “No entanto, os locais para o retorno desses produtos são em pequeno número ou não estão disponíveis para a população, o que impede a prática correta”, pondera a diretora.

Leiliane André destaca que a Faculdade de Farmácia é a unidade acadêmica responsável pela formação de profissionais farmacêuticos e envolvida no campo do conhecimento de fármacos que abrange todo o seu processo, ou seja, da concepção ao cuidado com o paciente.

“Consideramos, portanto, que é nosso compromisso apresentar à comunidade da UFMG a proposta de implantar o descarte correto de medicamentos e desenvolver práticas que visem mobilizar conscientizar a comunidade para a necessidade da disposição final ambientalmente segura de medicamentos, bem como o uso racional, para minimizar a geração desses resíduos”, observa.

A campanha, que integra as comemorações dos 106 anos da Faculdade de Farmácia, também foi abordada em reportagem da TV UFMG. Assista:

Redação: Cedecom/UFMG

    Contador de visitas: 485 visualizações

    Veja também: