Notícias Externas

Faculdade lança obras e inaugura novos espaços em cerimônia nesta segunda


Publicado em: ExternasNotícias - 12 de março de 2018

Hoje, 12 de março, em uma cerimônia realizada na sala 526 da Faculdade de Medicina da UFMG, transmitida ao vivo em telões no hall de entrada e nos 5º e 6º andares, foram lançadas a campanha de eficiência energética e as obras de novas instalações do Laboratório de Simulação (Labsim) da Instituição. Na oportunidade, também realizou- se a inauguração do Espaço Avas21 e do Estúdio de Vídeo do Centro de Tecnologia em Saúde (Cetes) da Faculdade.

O diretor Tarcizo Nunes agradeceu aos responsáveis pelos projetos e as novas obras da Faculdade. Foto: Carol Morena

O diretor da Unidade, Tarcizo Nunes, agradeceu a participação efetiva dos responsáveis pelos respectivos projetos lançados ou inaugurados neste dia. Relembrou o início do processo da chamada pública da Cemig e como a parceria começou. Além disso, pontuou a importância das novas mudanças agregadas à Instituição. “O estúdio do Cetes, por exemplo, somado aos outros recursos da Faculdade, fará com que a qualidade dê um salto em relação ao Ensino a Distância ou aos treinamentos do atendimento dentro do SUS”, lembrou.

“Hoje é um dia especial para a Faculdade e UFMG, principalmente, para a Diretoria e a Reitoria atual que estão encerrando o mandato. Agradeço essa parceria que sempre somou dos dois lados e desejo muito sucesso à professora Sandra, na nova Reitoria”, continuou Nunes. “O sucesso de toda essa empreitada em tempos difíceis como os que estamos vivendo, como a Reitoria sabe e sofreu mais diretamente do que nós, seja no campo político como no financeiro, tem um fator preponderante para que se concretizasse: o empenho de toda a equipe de funcionários dos principais setores dessa escola”, declarou.

O reitor da UFMG, professor Jaime Arturo Ramirez, lembrou que esta foi a última cerimônia em que iria se dirigir aos colegas do campus Saúde como reitor, então, aproveitou para agradecer as diretorias da Faculdade, do Hospital das Clínicas e da Escola da Enfermagem pela colaboração durante sua gestão. “Lembro-me de que há mais ou menos dois anos o professor Tarcizo me procurou para apresentar a ideia inicial do projeto de eficiência dos recursos como um todo. Eu disse a ele que se conseguíssemos implantar na Faculdade de Medicina, que é a maior e mais complexa unidade da UFMG, a Universidade estaria dando um passo importantíssimo, não só para ela. É exemplo para nossa sociedade também”, lembrou.

O reitor da UFMG, Jaime Ramirez, parabenizou a Faculdade pelas iniciativas e agradeceu a relação durante sua gestão. Foto: Carol Morena

“Se, por um lado, as companhias de energia têm mandatório separar um percentual da sua receita para o investimento em eficiência energética, como a Cemig está fazendo muito bem, uma instituição como a nossa não é obrigada, mas é uma questão de formação”, acrescentou Ramirez. “É importante para uma instituição de ensino mostrar para a sociedade que os recursos, que são limitados, precisam estar no ponto de vista da conscientização de toda nossa comunidade acadêmica, para que chegue a sociedade o mais rápido possível”, defendeu. “Tenho certeza, que a partir desse exemplo, poderemos estender para as demais 19 unidades e, assim, a UFMG estará dando o exemplo para outras universidades do estado e do Brasil“, apontou.

“Em relação aos novos laboratórios e ao Avas21, tenho convicção de que nada substituirá o lado crítico e a formação sólida que nossos cursos proveem em todas as áreas de conhecimento. Temos que estar atentos às boas modificações, mudanças e boas rupturas que as tecnologias nos proporcionam”, reconheceu o reitor. “É inegável que esta tecnologia apresentada aqui é um caminho sem volta. Se não nos apressarmos para apropriarmos das boas tecnologias ao nosso favor, na pesquisa, no ensino e na extensão, ficaríamos para trás no que se espera de uma instituição como essa. Por isso, mais uma vez, a Faculdade está de parabéns por ser referência”, frisou.

O reitor ainda disse que “para iniciar um novo ciclo, é sempre importante encerrar o anterior”, por isso, agradeceu a parceria da vice-reitora Sandra Goulart na divisão das responsabilidades da condução da UFMG pelos quatros anos. “A partir de 20 de março, a UFMG não estará só em mãos seguras, mas em mãos experimentadas, sábias e corajosas em defesa de uma universidade pública, gratuita, de referência e qualidade, como é o nosso papel. Meu eterno agradecimento por ter servido à UFMG como reitor”, despediu-se emocionado e aplaudido de pé pelos presentes.

Eficiência Energética

O engenheiro e sócio-proprietário da empresa licitada para executar o projeto de eficiência energética na Faculdade, Ernane Souza, destacou o pioneirismo e a contribuição das ações para o meio ambiente. “É um projeto pioneiro porque começa a tornar possível que cada consumidor comece a gerar sua própria energia, em um sistema nacional, regulamentado por leis e pela Aneel. Esse é um momento extremamente simbólico. Se falássemos disso há cinco anos, seria utopia. Agora, virou realidade”, enfatizou.

O engenheiro Ernane Souza destacou o pioneirismo do projeto de eficiência energética da Faculdade. Foto: Carol Morena

“A Biblioteca J. Baeta Vianna gerará 100% da sua energia consumida pelo seu próprio sistema com a usina de energia fotovoltaica. Isso significa mudar um paradigma da matriz energética brasileira. Com essa iniciativa, a Faculdade e a UFMG contribuem com a diminuição da necessidade de colocar em funcionamento outras centrais geradoras de energias não limpas”, argumentou Souza.

O projeto já está na fase de execução das ações, com a troca de praticamente todas as 5306 lâmpadas da Faculdade e da Biblioteca J. Baeta por do tipo led, e o treinamento da equipe. Mas, ainda haverá a realização da medição do uso da energia na Instituição por mais um ano após o projeto ser implantado. Segundo o engenheiro, as ações trazem uma economia de centenas de milhares de reais por ano, por pelo menos mais 25 anos.

Souza contou que essa é uma continuação da campanha “Mude Hoje”, realizada em 2015 pela Faculdade de Medicina da UFMG, com inserção de novos elementos par agregar ainda mais a comunicação com a comunidade. Ao final da sua apresentação, o engenheiro mostrou o vídeo produzido para a campanha, que tem parceria da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), junto a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).  (Assista ao vídeo aqui).

O engenheiro e gerente de eficiência energética da Cemig, Ronaldo Lucas Queiroz, ressaltou mais uma vez o pioneirismo e a capacidade de execução das ações, o que fez a Faculdade se destacar entre os demais projetos selecionados pela chamada pública promovida pela Companhia. “Estamos muito satisfeitos de ter um projeto como esse em uma instituição de ensino, de não só trocar equipamento, mas procurar mudar os hábitos. De nada adianta só trocar as lâmpadas. Por isso destacamos a importância da campanha que está sendo feita para o uso consciente da energia”, esclareceu.

LabSim

Através de uma visita virtual às novas instalações do Laboratório de Simulação (LabSim), a arquiteta da Faculdade, Eneida Ricardo, mostrou as plantas da obra que já começou a ser executada no 3º andar da Instituição. Com 1.380 m², o espaço será dividido entre miniauditório, uma enfermaria, 15 salas/consultórios e quatro salas de simulação com debriefin, que podem ser usadas por duas turmas ao mesmo tempo. O acesso será feito por elevador e duas escadas.

O andar também terá espaço de convivência, armários para os alunos, almoxarifado, salas para coordenação, banheiros e vestiários. As novas instalações contarão com manequins de alta complexidade para treinamento da atenção básica e atendimento pré-hospitalar. “Acredito que o novo Laboratório irá aumentar de 5 a 6 vezes a capacidade de atender a demanda dos nossos alunos. Isso é muito importante e espero que já esteja sendo usado nos próximos dois anos”, apontou o diretor Tarcizo Nunes.

Estudo de Vídeo do Cetes

Professor Claudio de Souza enfatizou a necessidade da Faculdade se atentar as novas tecnologias. Foto: Carol Morena

O professor e coordenador do Centro de Tecnologia em Saúde, Cláudio de Souza, introduziu as novidades com uma breve história do Cetes, o qual existe há 22 anos na Instituição. “Temos novos desafios como preparar nossos alunos para a 4ª revolução industrial, que representa a utilização da tecnologia de informação e comunicação que está revolucionando principalmente a área de saúde e de educação”, afirmou. “Tenho convicção de que teremos uma nova forma do exercício profissional a Medicina e, por isso, é necessário que a Faculdade se modernize para acompanhar esses avanços”, defendeu.

“Para mais no futuro, com esse novo laboratório, temos como sugestão de desafio os investimentos em cirurgia robótica, com técnica mais segura e delicada para o paciente; em realidade virtual aumentada; realidade pura e a inteligência virtual”, continuou.

Avas21

Ao apresentar o Espaço e o novo logo, a professora e coordenadora do Ambiente Virtual de Aprendizado em Saúde do Século 21 (Avas21), Rosália Torres, ressaltou o significado do Avas21 para além da sigla: “É um programa da Faculdade de Medicina que tem como objetivo estabelecer uma política de ensino mediado por tecnologias na Instituição”.

“É missão do Avas21 enfrentar o desafio de conhecer e refletir sobre o uso das tecnologias disponíveis para o ensino e aprendizado na área da saúde, além de estabelecer espaços democráticos onde a comunidade acadêmica tenha oportunidade de criar, implementar, organizar, avaliar e estabelecer a melhor forma de usar ferramentas tecnológicas para reformulação da metodologia de ensino, pesquisa e extensão”, completou.

O professor Marco Romano-Silva, que recebeu o prêmio de 1º lugar do Concurso Literário, ao lado do professor Raphael Aguiar. Foto: Carol Morena

De acordo com a professora, ter uma sala física é uma conquista e representa um grande desafio, já que “esse espaço ajudará a ocupar, cada vez mais, o espaço virtual”, sendo necessário o diálogo constante com outros órgãos e setores da Faculdade para conduzir a Instituição ao novo futuro.

Na oportunidade, o professor e subcoordenador do Avas21, Raphael Aguiar, entregou os prêmios e certificados aos vencedores do Concurso Literário de Crônicas, realizado no final de 2017, com o tema “Um dia no futuro”. “O objetivo do concurso foi promover uma reflexão sobre a nova tecnologia que está cada vez mais presente entre nós. Sabemos que algumas têm um potencial mais discursivo e merecem mais atenção para o debate mias aprofundado no âmbito da universidade, agregando os benefícios para os estudantes, usuários, pacientes e comunidade, bem como a discussão ética que elas carregam”, explicou Aguiar.

As 11 crônicas produzidas para o Concurso serão publicadas em uma coletânea.

Homenagem Especial

A assessora de Relações Institucionais da Faculdade de Medicina da UFMG, Cecília Nogueira, recebeu uma placa em uma homenagem surpresa da Diretoria, pelos seus serviços prestados durante a gestão 2014-2018.

Professora Cecília Nogueira recebeu placa em homenagem as suas atividades durante a gestão 2014-2018, dos professores Tarcizo Nunes e Humberto Alves. Foto: Carol Morena

“Em um agradecimento nominal e muito especial, convido a professora Cecília, conduzida pelo professor Humberto Alves, a vir receber a homenagem pelo seu papel exercido nessa Instituição. Foi, está e continuará sendo uma pessoa na qual a Diretoria pode contar sempre na realização dos seus projetos para a Faculdade”, comentou o diretor que também destacou algumas das principais ações em que a assessora participou.

“Eu tenho muito a agradecer, porque meu tempo aqui na Faculdade de Medicina não foi só de trabalho. Foi também de muita alegria e muito amoroso. Aqui, todas as pessoas, de todos os escalões, vestem a camisa e isso torna fácil trabalhar. Meu coração sempre estará na Faculdade de Medicina”, disse a professora Cecília.

 

    Contador de visitas: 213 visualizações

    Veja também: