Faculdade de Medicina recebe Aliança Global


Publicado em: Notícias - 25 de novembro de 2008

Termina nesta quarta-feira, dia 26 de novembro, na Faculdade de Medicina da UFMG, o encontro da Global Health Workforce Alliance (GHWA ou Aliança Global para a Força de Trabalho em Saúde).

Os participantes da reunião anual, que acontece desde sábado em Ouro Preto, se reúnem na Faculdade de Medicina da UFMG, das 9h às 14h, para conhecer experiências brasileiras de sucesso na qualificação de profissionais de saúde para o SUS (Sistema Único de Saúde).

Entre elas o Curso de Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família (Programa Ágora), O Núcleo de Telessaúde, O Programa Pró-Saúde, e o curso de Formação de Agentes Comunitários de Saúde e Observatório de Recursos Humanos.

Todos projetos desenvolvidos com a participação direta do Ministério da Saúde, considerados referência internacional e uma alternativa para o enfrentamento da crise de recursos humanos na área da saúde, o que atinge 57 países, principalmente na África e na Ásia.

Participam o diretor-executivo do GHWA, Mubashar Sheikh, a embaixadora da ONU para a Aids, Sigrun Moegedal, e o secretário de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Francisco Campos, professor do Departamento de Medicina Preventiva e Social, entre outras autoridades.

Aliança Global
A Aliança Global para a Força de Trabalho em Saúde – criada em 2006 pela ONU, Organização das Nações Unidas -, vai monitorar e apontar soluções para a falta de profissionais de saúde no mundo.

Segundo o Ministério da Saúde, atualmente há 59,2 milhões de trabalhadores nesta área, contingente considerado insuficiente para enfrentar o grave quadro desenhado pela GHWA de uma carência mundial de quatro milhões de profissionais, entre médicos, enfermeiros, parteiros, etc.

A escassez desses especialistas colocou 57 países em situação crítica por não atender o parâmetro estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) de um médico para cada grupo de mil habitantes. No Brasil, a proporção atual é de 1,15 médico para cada mil habitantes.

Para enfrentar o desafio o organismo internacional assumiu a missão de monitorar e apresentar propostas de solução para a crise de recursos humanos em saúde, que ameaça vários países.

SERVIÇO
Data: 26/11/2008 (Quarta-feira)
Horário: a partir de 9 horas
Local: Núcleo de Educação em Saúde Coletiva (Nescon), na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Avenida Professor Alfredo Balena, 190. Santa Efigênia. Região Hospitalar de Belo Horizonte. MG.

Mais informações: (31) 3409 9673.

    Contador de visitas: 530 visualizações

    Veja também: