Acesso interno

Faculdade de Medicina realiza capacitação de multiplicadores do Projeto Nascente

Profissionais atuarão em municípios conveniados com o Internato em Saúde Coletiva da Faculdade de Medicina da UFMG


    19 de julho de 2019 - , ,


    Multiplicadores selecionados na primeira etapa do Projeto Nascente em capacitação. Foto: Carol Morena

    Hoje, 19 de julho, teve início a capacitação presencial do Projeto Nascente para os multiplicadores selecionados na primeira etapa, que continuará até este sábado, 20, na Faculdade de Medicina da UFMG.

    O Projeto é coordenado pelo professor do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG, Geraldo Cunha Cury, e leva seus multiplicadores para atuar em turmas descentralizadas do “Curso de Atualização em Promoção do Desenvolvimento Infantil Integral”, em municípios conveniados com o Internato em Saúde Coletiva da Faculdade, conhecido como Internato Rural. A realocação dos já capacitados será entre agosto e dezembro de 2019.

    De acordo com o coordenador do projeto a capacitação na Faculdade de Medicina prepara os multiplicadores para atuar no âmbito da saúde infantil. “O Projeto Nascente objetiva fortalecer a importância do desenvolvimento infantil na Atenção Primária à Saúde, uma questão ainda pouco valorizada e que merece muita atenção de toda a rede de saúde”, explica.

    Um dos pontos principais abordados na preparação é a Caderneta de Saúde da Criança. Segundo o professor Geraldo Cury, o preenchimento incorreto da caderneta, principalmente sobre a questão do desenvolvimento infantil, ainda é um problema para a rede de saúde e pode dificultar o acompanhamento adequado da saúde da criança.

    Amanda Vaz Tostes Miareli participa do curso de capacitação de multiplicadores. Foto: Carol Morena

    Amanda Vaz Tostes Miareli, secretária de Saúde do município de Campos Gerais, reforça a importância da Caderneta de Saúde da Criança. “Trata-se de um potente instrumento que consegue, num único material, acompanhar a criança da gestação até os 36 meses. Então você consegue ter uma noção do todo”, esclarece. Amanda afirma ainda que, por ser um instrumento de fácil manipulação, tanto por pais quanto por profissionais de saúde, a carteira permite o acompanhamento e identificação precoce de diversas condições de saúde, facilitando a intervenção médica.

    Para mais informações, consulte o edital.

    Leia também:
    Projeto Nascente seleciona profissionais de Várzea da Palma
    Projeto Nascente seleciona multiplicadores