Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Faculdade de Medicina da UFMG oficializa acordo com instituições de segurança


Publicado em: ExternasNotícias - 11 de outubro de 2016

Projeto, pioneiro na América Latina, busca prevenir o autoextermínio e minimizar a possibilidade de ocorrência de suicídios em instituições militares e de segurança

foto (5)

Faculdade de Medicina da UFMG oficializou acordo de cooperação do Programa de Valorização da Vida

Em uma solenidade realizada no Comando da 4ª Região Militar, a Faculdade de Medicina da UFMG oficializou um acordo de cooperação do Programa de Valorização da Vida junto ao Grande Comando Administrativo, a Força Aérea e a outros órgãos da União e do Estado de Minas Gerais. O Programa tem como finalidade desenvolver um levantamento sobre as condições de saúde dos trabalhadores, a fim de estabelecer metodologias para prevenir o autoextermínio e minimizar a possibilidade de ocorrência de suicídios e suas tentativas no âmbito dessas instituições participantes.

De acordo com o professor do Departamento de Saúde Mental da Faculdade e idealizador do projeto, Humberto Correa, o programa foi concebido diante da inexistência de dados quantitativos e informativos quanto às circunstâncias que favorecem ao suicídio nessas instituições. Assim, durante o primeiro ano do convênio, a Faculdade de Medicina vai oferecer auxílio técnico na investigação dessas ocorrências. “As pessoas de cada uma dessas instituições são treinadas em um método de autópsia psicológica. Serão feitas entrevistas com familiares, amigos, colegas de trabalho, médico e outros. A ideia é estabelecer um plano de prevenção a partir desses dados”, explicou.

Segundo Correa, o projeto, pioneiro na América Latina, é inspirado em um programa similar desenvolvido pelo Departamento para Assuntos dos Veteranos, junto a Secretaria de Defesa e o Serviço de Saúde dos Estados Unidos. Para o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Nunes, apesar dos desafios, o trabalho inovador apresenta um caráter de relevância e se projeta como referência no campo da Saúde. “Os pesquisadores poderão usar esse trabalho em pesquisas, dissertações e teses. Os dados coletados serão divulgados por meio de publicações científicas”, informou.

Além disso, o diretor atribui ao projeto à importância para além do campo da pesquisa. “A Faculdade de Medicina, por ser uma instituição pública de ensino, tem o dever de fazer uma colaboração com as outras entidades com o propósito de melhorar a saúde das pessoas. Vamos ter um ganho, assim como as outras entidades que assinaram o convênio”, destacou Tarcizo.

O acordo de cooperação do Programa de Valorização da Vida, firmado sem o repasse de recursos financeiros, terá a vigência de 24 meses e será coordenado pelo Comando da Quarta Região Militar. A Faculdade de Medicina, por sua vez, fica responsável por criar e aplicar cursos para profissionais das áreas de medicina, psicologia, assistência social e religiosa das instituições.

    Contador de visitas: 363 visualizações

    Veja também: