Notícias Externas

Evento marcou os 30 anos de enfrentamento da Aids na UFMG


Publicado em: ExternasNotícias - 14 de agosto de 2015

Na última quarta-feira, dia 12 de agosto, foi realizado o evento “30 anos de enfrentamento da Aids na Faculdade de Medicina e no Hospital das Clínicas da UFMG”, no Salão Nobre da unidade.

A data marca a criação, em 13 de agosto de 1985, de um setor no Serviço de Doenças Infecciosas, no ambulatório Bias Fortes do Hospital das Clínicas da UFMG, o qual em 1991 foi integrado ao Centro de Treinamento e Referência de Doenças Infecciosas e Parasitárias (CTR DIP Orestes Diniz), em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte. Este setor foi um dos pioneiros no Brasil e o primeiro em Minas Gerais a atender pessoas em risco ou vivendo com HIV/Aids.

A superintendente do Hospital das Clínicas, Luciana Gouvêa, deu as boas-vindas aos presentes e falou da importância da instituição no enfrentamento da doença. “É uma imensa honra ter a oportunidade de representar o Hospital das Clínicas neste evento comemorativo de 30 anos de uma postura arrojada, de quebra de paradigmas, de desafios, de superação. São 30 anos interruptos de trabalho que representam muito bem o que é a missão de uma universidade”, contou.

Também participou do evento o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Fábio Mesquita. Segundo ele, o trabalho realizado pelo CTR DIP orgulha o Brasil e funcionou porque teve a colaboração da sociedade civil brasileira e presença dos governos municipal, estadual e federal. “São muitos os atores que conseguiram fazer essa resposta. Foi tudo isso que fez do Brasil uma referência da luta contra a Aids no mundo em desenvolvimento”, avaliou.

Em seguida, o secretário-geral adjunto da ONU  e diretor executivo adjunto do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids, Genebra), Luiz Loures, mostrou aos presentes o novo relatório da Unaids, com o título “Como a Aids mudou tudo”. “O resumo desse relatório é basicamente o início da jornada para o fim da epidemia da Aids. Conseguimos evitar nos últimos 15 anos, 8 milhões de mortes por Aids e 15 milhões de pessoas estão em tratamento hoje”, explicou.

O aposentado Floriano Leite foi um dos primeiros pacientes atendidos no CTR. Em 1985, quando recebeu o diagnóstico da Aids, acreditava que teria de seis meses a dois anos de vida. No evento, Floriano contou um pouco da sua história e como convive com HIV/Aids. “Queria dizer da importância que a DIP foi para nós. Era um espaço de cidadania”, lembrou.

O professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade, Dirceu Greco, lembrou os desafios, as dificuldades e as histórias da criação do setor. “Por eu ter começado o serviço, virei sinônimo de Dr. Aids. E chegou em um ponto que as pessoas não gostavam de conversar comigo no corredor”, contou.

“Nos sentimos muito orgulhosos em abrigar este programa, que é de projeto, pesquisa e extensão nas duas instituições”, lembrou o diretor da Faculdade de Medicina da UFMG, Tarcizo Nunes, que também agradeceu a participação dos presentes no evento.

Durante o encontro, também houve uma apresentação artística do Grupo Musical do Centro de Convivência Cesar Campos da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte. Além disso, foi realizada a entrega de uma placa para pessoas que foram e tem sido importantes no funcionamento das atividades do CTR DIP.

Também compuseram a mesa de honra o secretário de Saúde do Estado de Minas Gerais, Fausto Pereira; o secretário municipal de Saúde de Belo Horizonte, Fabiano Pimenta e a idealizadora do Projeto Ammor (Ação Multiprofissional com Meninos em Risco), Irene Adams.

Leia também:

Enfrentamento da Aids na UFMG é tema de coletiva de imprensa

Nesta quarta-feira, UFMG faz balanço dos 30 anos de enfrentamento da Aids

Mesmo com melhor controle, Aids ainda faz vítimas

Evento marca 30 anos de enfrentamento da Aids na UFMG

Apesar da queda no número de casos de Aids no mundo, doença cresce entre jovens no Brasil

IMG_0881IMG_0858IMG_0971IMG_0916IMG_0945IMG_0862

    Contador de visitas: 778 visualizações

    Veja também: