Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Motivados pelos recentes casos de agressão a estudantes homossexuais dentro do campus Pampulha, durante calourada realizada na Faculdade de Letras (Fale) no dia 1º de abril, estudantes da Universidade se reuniram para um “beijaço” no gramado em frente à Reitoria nessa quarta-feira, 27 de abril, por volta das 12h30. Durante cerca de dez minutos, pessoas de mesmo sexo, na maioria, se beijaram em protesto contra a homofobia.

Um dos organizadores do evento, o estudante Pedro Henrique Queiroz, estima que cerca de 150 pessoas estiveram presentes na manifestação. “Depois do que aconteceu na Fale, nós achamos que algo tinha que ser feito. Entendemos que as medidas tomadas pela UFMG são necessárias, mas não resolvem o problema a longo prazo”.

Pedro Henrique se refere a medidas como a Portaria 034/2011, que estabelece restrições de acesso a pessoas ao campus Pampulha, além da criação de comissão de sindicância destinada a apurar as agressões registradas na calourada. Também estão previstas campanhas educativas.

(Com Centro de Comunicação da UFMG)

 

    Contador de visitas: 365 visualizações

    Veja também: