Acesso interno

Estudantes são destaques em trabalhos de Patologia Clínica


08 de novembro de 2019 - , ,


O Departamento de Propedêutica Complementar (PRO) da Faculdade de Medicina da UFMG completa três décadas com excelência reconhecida no ensino de Patologia Clínica. Prova é que nos últimos três anos os alunos da Instituição foram premiados no Concurso de Aulas para Acadêmicos, da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica-Medicina Laboratorial (SBPC/ML).

Na última edição, ocorrida em setembro deste ano, no Rio de Janeiro, a vencedora foi a estudante do 11º período de Medicina, Mariana Drummond Martins Lima. Ela apresentou o trabalho “Biomarcadores para diagnóstico da Doença de Alzheimer: o que há de novo”, que recebeu a maior pontuação nos quesitos qualidade e clareza da apresentação, dicção, didática e aprofundamento do tema.

Estudante Mariana Lima (à direita) e professor Leonardo Vasconcellos (à esquerda). Foto: Acervo pessoal.

Para o professor do Departamento de Propedêutica Complementar da Faculdade de Medicina, Leonardo Vasconcellos, que também atua como coordenador do Comitê de Educação da SBPC, o sucesso dos alunos é reflexo da qualidade do ensino.

“Além da tradicional excelência do curso em si, somos reconhecidos nacionalmente pelo ensino de Patologia Clínica de qualidade, tanto na graduação, quanto na residência médica”, avalia.

O Departamento conta com 17 professores, sendo 16 médicos patologistas clínicos e uma hematologista. “Esse é um dos nossos diferenciais, temos professores que são da área, além de um departamento próprio. Não vemos esse mesmo investimento em outros lugares”, ressalta o professor.

O Centro de Comunicação Social da Faculdade (CCS) conversou com a estudante Mariana Lima, a vencedora desta edição do Concurso de Aulas, Mariana Lima, sobre os avanços no diagnóstico da Doença de Alzheimer e como foi a preparação da aula premiada. Confira no podcast a seguir: