Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Estudantes aprendem sobre plantas medicinais


Publicado em: Notícias - 30 de outubro de 2009

Iniciativa do campus Saúde da UFMG tem como objetivo a popularização da ciência

publicado

O Horto Medicinal Frei Veloso – localizado no campus Saúde da UFMG – está recebendo visitas de alunos do ensino fundamental da Rede Pública. Os alunos chegam ao campus, assistem a uma palestra sobre plantas medicinais e promoção da Saúde e, em seguida, fazem uma visita guiada ao horto.

No horto, a observação das plantas é acompanhada por um guia que explica sobre as plantas em cada uma das quatro estações da visita: na primeira, os alunos observam as plantas típicas do cerrado e o guia explica sobre a importância da preservação deste bioma; na segunda, são plantas nativas brasileiras, e é ressaltada a riqueza da flora existente no Brasil; na terceira estação, são plantas exóticas, e explica-se que plantas de outros países podem se adaptar bem às condições climáticas e ao solo do Brasil; na quarta são especiarias, e fala-se da grande importância das plantas na alimentação.

Além das estações, há também uma estufa com plantas raras e plantas tóxicas. Nesta estufa o guia explica sobre a importância de conhecer bem as plantas antes de utilizá-las, sobre efeitos colaterais, e sobre os perigos que algumas oferecem, pois são venenosas.

publicado

No final a turma visitante é batizada com o nome de uma planta, e recebe uma muda da mesma. Esta passa a ser a planta símbolo da turma.

Essa atividade surgiu do projeto baseado na popularização da ciência: “Plantas Medicinais no Contexto da promoção da Saúde”, idealizado pelo professor do curso de Medicina e coordenador do Centro de Memória da Medicina (Cememor) Ajax Pinto Ferreira, pelo professor do curso de Nutrição José Divino Lopes Filho, e pelo pesquisador da Fundação Ezequiel Dias (Funed) que está à disposição do Cememor, José Lucas Aleixo.

De acordo com o pesquisador, José Lucas Magalhães Aleixo, o que se pretende é que, futuramente, o horto seja uma sala de aula ao vivo sobre plantas medicinais. De acordo com o professor Ajax, o projeto tem como objetivo proporcionar uma abordagem sobre plantas medicinais e Fitoterapia, enfocando sua relação com a promoção da saúde. O professor Divino reforça: “Esse projeto de popularização da ciência visa resgatar a importância das plantas medicinais para a promoção da saúde, valorizando e reconhecendo cientificamente os méritos e benefícios da flora para a saúde”.

Júlia Carvalhaes, estudante de Biologia, é uma das guias que acompanha as visitas. Ela explica que o que mais se fala com as crianças é sobre a importância da preservação. “Explicamos que eles fazem parte de uma geração que tem o dever de preservar as plantas. E que são responsáveis em passar essas informações que aprendem no horto para outras pessoas. Fazemos até uma brincadeira com eles, dizendo que a geração do pesquisador José Lucas descobriu 71 plantas, a minha geração vai descobrir mais 500 e a geração deles tem que descobrir mais mil plantas e registrar sua utilização na promoção da saúde”.

Júlia explica que essas 71 plantas já foram listadas com efeito comprovado e com uso recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). “Essas plantas já são também recomendadas pelo Sistema Único de Saúde (SUS)”.

publicado

Visitas
As visitas estão sendo realizadas desde o dia 19 de outubro. Algumas escolas públicas foram agendadas previamente e as visitas acontecerão até o dia 27 de novembro. Após este período, o projeto avaliará a disponibilidade de novas visitas que serão agendadas para 2010.

Mais informações: pelos telefones 3409 9179 ou 3409 9672 ou por email divinolopes@enf.ufmg.br

Redação: Lorenza Coelho e Maíra Lobato  – jornalistas

Fotos: Bruna Carvalho

    Contador de visitas: 425 visualizações

    Veja também: