O estudante do 6º período do curso de Medicina, Pedro Andrade rememora, no texto abaixo, a palestra de aberturado ano letivo da Liga de Bioética da Faculdade de Medicina da UFMG, coordenada pelo professor do Departamento de Clínica Médica da Unidade, Luís Felipe José Ravic de Miranda. Leia o texto do estudante:

“A liga de Bioética da UFMG reiniciou suas atividades acolhendo os ligantes, em especial os que foram aprovados no último processo seletivo, aberto em 2018/1, com a palestra “Há conceito de verdade na ética?”, ministrada pelo psiquiatra Ítalo Marsili, formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Ítalo introduziu o conceito de pessoa e como essa discussão foi evoluindo ao longo da história. Para além da clássica denominação de ser racional, é inerente ao ser humano criar expectativas, ter uma capacidade projetiva. Sendo assim, as pessoas se cercam de um conjunto de crenças, que é o substrato para se entender a realidade e chegar ao conceito de verdade. Ítalo então, explicou que a verdade é absoluta, que sua evidência é indiscutível e tratá-la como algo ambíguo é uma impropriedade filosófica. ‘ A coisa é como é’. A tendência de desconfiarmos da exterioridade do mundo vem justamente do fato de que nossas crenças muitas vezes não conseguem explicá-lo. Quando duas pessoas olham para um objeto, o conjunto individual de crenças cria expectativas diferentes em relação a ele, o que nos dá a falsa impressão da relatividade da verdade. A verdade é difícil de ser depreendida, porém é objetiva e real. O universo continua existindo e independe de julgamentos que fazemos acerca dele.

O que fazer então para termos uma visão mais clara da verdade?

Ítalo nos traz o conselho de que para termos ideias autênticas é preciso olhar primeiro para nossa consciência. No nosso íntimo, só nós conhecemos nossos pensamentos e atos que cometemos, nessa autorreflexão, de sermos honestos com nós mesmos é que se começa a perceber a diferença radical entre verdade e falsidade. Aplicando isso em nosso cotidiano, começamos a agir de maneira coerente com os outros, com reflexão e honestidade intelectual, sem deturpar a realidade dos fatos. Então, a ética é fundamentada na verdade, e sem essa reflexão não se pode tomar uma atitude acertada quando somos requisitados.

Ao fim da palestra, houve uma confraternização entre o palestrante e os ligantes, onde puderam tirar dúvidas e trocar experiências enquanto o lanche era servido a todos em um clima de descontração. A liga de Bioética agradece ao Dr. Ítalo e aos ligantes pela presença e convida a todos os interessados para acompanhar nossa página do Facebook onde serão divulgados os temas dos próximos encontros”.

 


Esta página é reservada a manifestações da comunidade universitária. Para ser publicado, o texto, com até 5000 caracteres, deverá versar sobre assunto de interesse da comunidade da Faculdade de Medicina, com enfoque amplo. Também deverá conter o nome completo do autor, seu vínculo com a universidade, telefones e correio eletrônico. O texto original poderá ser editado de acordo com as normas jornalísticas adotadas pelo CCS Medicina. Sua publicação, porém, não exprime necessariamente a opinião da Faculdade de Medicina.

    Contador de visitas: 128 visualizações

    Veja também: