Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Encontro de assistentes sociais prorroga inscrições


Publicado em: AgendaExternas - 9 de junho de 2015

assintentesocial2[2]Interessados em participar do o 1º Encontro Mineiro de Assistentes Sociais – Doença Falciforme: Linha de Cuidados, nos dias 19 e 20 de junho, em Belo Horizonte, devem se inscrever pelo site do evento até o dia 12 de junho. O valor da inscrição é de R$ 50,00. A programação completa também encontra-se disponível no site.

O Encontro objetiva discutir a atuação do assistente social na atenção à pessoa com doença falciforme, e  são esperados cerca de 500 participantes, entre assistentes sociais dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Previdência Social e da Atenção Primária à Saúde do estado.

Durante o Encontro serão abordados temas relacionados à epidemiologia, fisiopatologia e principais manifestações clínicas da doença falciforme, atenção integral, previdência social, racismo institucional, atuação do assistente social na rede assistencial e vivência das famílias e pessoas com doença falciforme.

“A doença falciforme é uma doença crônica, de evolução muitas vezes grave, e devido às características epidemiológicas, configura-se como problema de saúde pública no Brasil. Além disso, ao acometer principalmente a população negra, em sua maioria usuária exclusiva do SUS (Sistema Único de Saúde), envolve também questões de vulnerabilidade social”, explica a pediatra e coordenadora do evento, Ana Paula Pinheiro Chagas. Segundo ela, tais aspectos justificam a necessidade de se destacar o papel do assistente social na atenção integral à pessoa com doença falciforme. “Esperamos conhecer melhor a atuação deste profissional na rede de cuidados relativa à doença e contar com ele como mais uma força para melhorar a qualidade da assistência”, observa a pediatra.

Realização
O evento é promovido pelo Centro de Educação e Apoio para Hemoglobinopatias (Cehmob-MG), parceria entre o Núcleo de Ações e Pesquisa em Apoio Diagnóstico da Faculdade de Medicina da UFMG (Nupad) e a Fundação Hemominas. Tem o patrocínio do Ministério da Saúde com apoio da Associação de Pessoas com Doença Falciforme e Talassemia do Estado de Minas Gerais (Dreminas), Federação Nacional das Associações de Doença Falciforme (Fenafal), Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e secretarias municipais de saúde e de assistência social do estado.

Doença falciforme
Alteração genética caracterizada pela má formação das hemácias do sangue, a doença falciforme é a doença hereditária mais comum no país e causa, dentre outras complicações, a obstrução dos vasos sanguíneos, infecções, crises de dor e anemia. Desde 1998, com a realização da triagem neonatal (teste do pezinho) para a doença falciforme em Minas Gerais, tornou-se evidente a alta incidência da doença no estado: um caso para cada 1,4 mil nascidos vivos.

Acesse a página do Encontro e confira a programação.

 

    Contador de visitas: 633 visualizações

    Veja também: