Empresas mostram que é possível promover a saúde


Publicado em: Notícias - 14 de novembro de 2008

Experiências de grandes empresas com programas de promoção à saúde foi título de seminário realizado hoje, no I Congresso Nacional de Saúde da Faculdade de Medicina da UFMG.

Representantes de três grandes empresas no país, Petrobrás, Unimed e Vale, falaram sobre os desafios, mas também dos resultados, no planejamento e execução de programas que visam à melhoria na qualidade de vida e prevenção de doenças dos trabalhadores.

Para Fabiana Abrahão, da Petrobrás, a proposta são as empresas estimularem e facilitarem a adoção de hábitos pessoais entre seus funcionários. Para isso, devem ser adotadas práticas, promovidas pela organização, tais como: atividades físicas, alimentação saudável, gerenciamento do estresse, extinção do tabagismo e outras drogas.

Há importância de um trabalho integrado, que envolva profissionais de diversas áreas, . “Não há como promover ações desse tipo só com profissionais da saúde. Necessitamos de vários atores. O envolvimento do próprio trabalhador é imprescindível. É ele quem percebe as atividades de promoção à saúde e nos diz se está satisfeito com suas condições de trabalho”, explicou.

O segundo a falar foi o médico Helton Freitas, da Unimed-BH. Ele contou sobre a experiência na prestação de serviços a empresas que realizam programas de promoção a saúde. Segundo o palestrante, a atenção dada à saúde do trabalhador pelas empressas fez com que a Unimed mudasse seu foco de trabalho. “Não buscamos mais ser a tratadora de doenças. O objetivo agora é apoiar a adoção de uma vida mais saudável”.

Para fechar o seminário, Vanda Eliza Martins Costa Pereira contou aos participantes sobre o programa Vale Juventude, desenvolvido pela Vale desde 2001 e presente em dois estados: Minas Gerais e Pará. Segundo Vanda Pereira, o programa desenvolve atividades que visam “desenvolvimento pessoal, social e produtivo de jovens”. “Estamos trabalhando muito para facilitar o ingresso e permanência do jovem no mercado de trabalho”, contou a palestrante.

Redação: Larissa Nunes – Estagiária de Jornalismo

    Contador de visitas: 394 visualizações

    Veja também: