Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Documentação acadêmica de professor é doada ao Cememor


Publicado em: ExternasNotícias - 11 de dezembro de 2015

Maria Auxiliadora de Almeida Cunha Arantes

Filha do professor Roberto Cunha doa documentos ao Cememor. Foto: Cememor

O Centro de Memória da Faculdade de Medicina da UFMG (Cememor) recebeu, nesta semana, toda a documentação acadêmica do professor Roberto de Almeida Cunha. A doação foi feita pela filha do professor, a também professora Maria Auxiliadora de Almeida Cunha Arantes.

Dentre a documentação doada estão nomeações para funções públicas, discursos, telegramas, resenhas, documentos sobre a Federalização da Universidade, relatórios de viagens, correspondência e ofícios, documentos sobre o Serviço de Saúde da Força Pública e Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio, sobre a Escola de Enfermagem Carlos Chagas e a Escola de Enfermagem Hugo Werneck.

Há também cadernos de anotações de aula, trabalhos acadêmicos, teses, discurso de Carlos Drummond de Andrade (orador da turma de formandos de 1925), documentos do Laboratório de Exames e Análises Química e três cartas manuscritas, sendo uma de Carlos Drummond de Andrade, outra de Pedro da Silva Nava e um cartão de Fernando Mello Vianna.

Segundo a historiadora do Cememor, Ethel Mizrahy, esses documentos, além de relatarem sobre a vida do professor Roberto Cunha, também ajudam a contar a história da Faculdade de Medicina. Ethel ainda diz que, em breve, o acervo será digitalizados e disponibilizados no site do Centro de Memória. No momento, os documentos podem ser consultados no Cememor.

Sobre o professor

Roberto de Almeida Cunha (1890-1958) formou-se na Faculdade de Medicina da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro, em 1914 e trabalhou no Instituto Manguinhos com Dr. Oswaldo Cruz na erradicação da Febre Amarela.

Roberto de Almeida Cunha 002

Roberto de Almeida Cunha foi professor catedrático de Microbiologia da Faculdade de Medicina da UFMG

Em 1919, tornou-se professor catedrático de Microbiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais e, no ano seguinte, tornou-se catedrático em Histologia da Faculdade de Odontologia e Farmácia da Universidade de Minas Gerais. Além disso, o professor Roberto de Almeida Cunha foi fundador da Escola de Enfermagem Hugo Werneck da futura Pontifícia Universidade Católica de Belo Horizonte. Durante os anos como professor, ministrou aulas no curso farmacêutico da Faculdade de Odontologia e Farmácia da Universidade de Minas Gerais, na Escola de Enfermagem Carlos Chagas, na Escola Superior de Agricultura e Veterinária do Ministério de Agricultura e teve vasta publicação acadêmico-científica nas áreas da Biologia, Zoologia, Anatomia Patológica, Medicina e Microbiologia.

Cunha foi diretor da Faculdade de Odontologia e Farmácia da UMG (1935-1940 e 1947 a 1950) e Vice-reitor de 1948 a 1950. Também era sócio titular da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, bem como da Associação Médica de Minas Gerais, dentre outras associações.

    Contador de visitas: 838 visualizações

    Veja também: