Está disponível no site da Pró-Reitoria de Graduação da UFMG o edital com as regras para o pedido de revalidação de diplomas de graduação, emitidos por instituições estrangeiras. O edital engloba todos os cursos reconhecidos da UFMG e não há limite para o número de inscrições. Também não há restrição a nenhuma instituição estrangeira de ensino superior. O prazo para as inscrições vai de 12 de março até 23 de abril.

A novidade do edital 2012 é que os inscritos no edital 2011, que por algum motivo tiveram o pedido indeferido, poderão solicitar à UFMG que aproveite os documentos enviados em 2011. “O requerente enviará apenas o que julgar ficou faltando ou que cursou em 2012, ou que apenas obteve a posse em 2012, dispensando-o de iniciar do zero a montagem do processo. Tal medida certamente também irá diminuir os custos aos requerentes”, destacou o pró-reitor em exercício de Graduação, André Cabral.

Os interessados na isenção parcial ou total da inscrição devem preencher questionário socioeconômico no site www.fump.ufmg.br e enviar a documentação requerida, pessoalmente, por procurador ou por Sedex, até dia 13 de fevereiro (data que deve constar no carimbo dos Correios).

“A UFMG tem um processo consolidado de revalidação de diplomas estrangeiros e nosso objetivo é que os profissionais com diplomas revalidados na universidade tenham a mesma equivalência daqueles formados por ela”, afirma Cabral. Ele também destaca que o edital facilita a inscrição, já que os requerentes não precisam comparecer à UFMG. O pró-reitor informou ainda que, em todo o Brasil, apenas universidades públicas podem revalidar diplomas estrangeiros.

“A UFMG dispensa a autenticação em cartório e a tradução juramentada da maioria dos documentos, como os programas das disciplinas por exemplo. Estima-se que tal medida possa diminuir o custo da montagem do processo ao interessado em torno de R$10 mil”, observa, ao destacar que o requerente não precisa se deslocar até a UFMG nem nomear procurador, despachantes ou advogados para fazer a inscrição. A documentação deverá ser toda enviada exclusivamente por Sedex. “Esta medida também torna o custo do processo ao interessado mais barato pois evita o absenteísmo ao trabalho, custos com procuradores ou despachantes e gastos extras com passagens aéreas, às vezes de regiões longínquas país”, salientou.

De acordo com o edital, a critério da Comissão Permanente de Revalidação de Diploma que julgue necessária a aplicação de provas e exames, existe a possibilidade das provas serem aplicadas simultaneamente em outras regiões do país, após consulta aos inscritos, facilitando e barateando o deslocamento dos candidatos. “A UFMG manifesta o compromisso de envidar todos os esforços em emitir o parecer conclusivo em até seis meses da recepção da documentação”, concluiu Cabral.

(Assessoria de Imprensa – Cedecom/UFMG)

 

 

 

    Contador de visitas: 314 visualizações

    Veja também: