Diretores debatem propostas com a comunidade


Publicado em: Notícias - 4 de dezembro de 2009

Os professores Francisco Penna e Tarcizo Nunes, respectivamente diretor e vice da Faculdade de Medicina da UFMG, candidatos à reeleição, se reuniram, nesta quinta, 3, com a comunidade interna para apresentar suas propostas e conhecer as expectativas do eleitorado.

Presentes, a vice-reitora da UFMG, Rocksane de Carvalho Norton, a assessora especial da UFMG para o Reuni, Ana Lúcia Pimenta Starling, o assessor especial da Reitoria para o campus Saúde da UFMG, Paulo Pimenta, chefes de departamento e de setores da Unidade, demais servidores e estudantes.

Durante o evento, organizado pela Comissão Eleitoral local, eles apresentaram propostas, ouviram reivindicações e sugestões, responderam dúvidas e debateram aspectos do dia-a-dia da Unidade com os participantes.

O professor Antônio Carlos Guedes, presidente da Comissão Eleitoral, abriu os trabalhos informando que foi feita consulta formal à Procuradoria Jurídica da UFMG, que respondeu não haver restrições ou impedimento à candidatura de chapa composta por professor que complete 70 anos de idade durante o mandato pretendido.

Ele chamou a atenção para a importância de a comunidade votar, como forma de expressar responsabilidade política. “É um sinal de cidadania”, disse.

Na ocasião foram debatidas de questões setoriais às relativas a representatividade nos fóruns democráticos da UFMG.

Disposição

Logo no início, o professor Francisco Penna declarou: “Nós queremos demandas. Por que queremos fazer coisas realmente importantes”. O vice, Tarcizo Nunes, complementou: “Queremos ouvir o que a comunidade tem a dizer e a reivindicar. Por que eleição é uma coisa e gestão é outra. Críticas, quando feitas de forma construtiva, ajudam a instituição a crescer”, disse.

Talvez incentivada por estas palavras, a estudante Mariana de Caux Bueno, representante estudantil, pediu informações dos diretores acerca dos novos cursos sendo criados e a representatividade dos alunos.

Francisco Penna lembrou o apoio que será dado pela diretoria na organização do 49º Congresso Brasileiro de Educação Médica – Cobem, que em 2011 será em Belo Horizonte. “A partir de janeiro, já começam as reuniões da comissão organizadora”, disse. Em 2010, o Cobem será em Goiânia.

O diretor também voltou a falar dos três cursos de mestrado profissional que já foram aprovados pela Congregação e dos dois novos cursos de graduação, realizados a partir do Reuni (+) http://www.medicina.ufmg.br/noticias/?p=9694. “E nós pretendemos que sejam criados outros cursos na UFMG”.

Tarcizo Nunes afirmou a reestruturação curricular do curso de medicina, sob orientação do Colegiado do curso, destacando a importância de a Unidade ser mais ágil e eficaz para enfrentar desafios e continuar ocupando espaços que tradicionalmente já ocupa.

“Após oito anos de trabalho do Recriar e por todo o cenário atual é que nós temos o desejo de que a reestruturação do currículo de medicina seja implantada o mais rapidamente possível”, destacou.

Obras

O professor Ari de Pinho Tavares lembrou antiga aspiração da faculdade: a criação de espaço cultural, como uma galeria de exposições e um teatro. Professor Francisco informou da existência de um projeto de modernização do Salão Nobre, que envolve o aumento do palco, tratamento acústico, com cadeiras estofadas e novos equipamentos, dentre outros aspectos.

O vice-diretor observou, porém, que há limitações que impedem, por exemplo, a instalação de um pé direito ainda mais alto no Salão, atualmente com cerca de 8 metros, dado que no andar superior funcionam laboratórios, ou de aprofundar o palco, sendo que atrás existe corredor que dá acesso a quatro salas, importantes para uma Unidade que tem espaço físico reduzido para a diversidade de atividades aqui realizadas.

Ainda sobre o assunto, Francisco Penna informou que o projeto do espaço de lazer, outra antiga reivindicação da comunidade, já está disponível na seção de Engenharia e Arquitetura da Unidade. “Quem se interessar pode ver o projeto, analisar e dar sugestões”, convidaram, reafirmando a disposição de construir o espaço.

Eles também informaram que há um outro projeto de criação de uma área de estar nos saguões dos andares, próximos aos elevadores sociais. Inicialmente será montado apenas um, em caráter experimental, no sexto andar. O projeto piloto prevê a instalação de cadeiras e mesas, de formas a permitir um relax, estudo ou consulta no lap top.

Funcionários

Após agradecer à diretoria pelo apoio e confiança, o gerente administrativo Maurílio Elias declarou sua satisfação por trabalhar na Medicina.

Pedindo perdão pelas palavras, por vezes duras na Congregação, garantiu que elas são dirigidas a pessoas e sempre motivadas pela vontade de ver a Instituição crescer e melhor reconhecer os direitos dos servidores técnico-administrativos.

Como exemplo de mudança necessária ele mencionou que “Nós funcionários temos dificuldade de aceitar as atuais normas eleitorais, com sistema de ponderabilidade de votos”, mas reconheceu que isso não depende desta diretoria.

O gerente também comentou o que chamou de ‘os dois grandes avanços desta gestão’: “a criação da Assessoria de Planejamento Financeiro e de um setor de obras na Faculdade. Só por isso foi possível fazer tantas obras a um custo acessível”, valorizou. O diretor concorda. “Hoje nos é permitido saber todos os detalhes financeiros da Unidade com segurança”, afirma, agradecendo aos servidores do setor.

No que se refere ainda ao aperfeiçoamento do trabalho desenvolvido pelos servidores, os diretores falaram do grande número de cursos de capacitação e treinamento oferecidos na Unidade, inclusive alguns antes oferecidos somente na Pampulha.

Eles lembraram ainda que a Medicina patrocinou a participação de funcionários em eventos e cursos fora do estado e até do país, como forma de elevar a eficiência e a qualidade, mas também como reconhecimento ao envolvimento e dedicação do servidor.

“No ano que vem, pretendemos formar parceria com a Fafich ou com outra instituição de excelência reconhecida, que tiver interesse em parceria que nos permita oferecer cursos aos servidores de inglês, espanhol, português – com ênfase na nova ortografia, e outros”, afirmou o diretor. Ele declarou como de importância para o aprimoramento administrativo a realização de eventos como a Reunião Anual da Faculdade, que permite o melhor planejamento e envolvimento da Comunidade.

Os candidatos agradeceram pelo apoio da Faculdade de Medicina na eleição da Reitoria eleita e conclamara a comunidade a votar, “de acordo com a sua consciência”.

Participe.

Leia também
Diretoria 2010: Começa consulta à comunidade – 24/11/09

    Contador de visitas: 241 visualizações

    Veja também: