Film İzle | karımı gördünüz mü izle
Dirceu Greco se torna membro do Comitê Internacional de Bioética da Unesco – Faculdade de Medicina da UFMG

Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Dirceu Greco se torna membro do Comitê Internacional de Bioética da Unesco


Publicado em: ExternasNotícias - 19 de Março de 2018

Dirceu Greco é um dos 36 membros do Comitê Internacional de Bioética da Unesco. Foto: Carol Morena.

O professor Titular do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UFMG, Dirceu Bartolomeu Greco, é o novo integrante do Comitê Internacional de Bioética da Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura (Unesco). Dirceu Greco é infectologista, presidente da Sociedade Brasileira de Bioética e, em 2010, foi diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde.

Ao todo, 36 membros são nomeados pela diretoria geral da Organização, levando em consideração a diversidade cultural, a representação geográfica, o equilíbrio de gênero e pelas propostas nas ciências sociais e humanas, incluindo leis e diretos humanos, por exemplo. O comitê abre uma chamada internacional para as pessoas que têm interesse em participar e elas são escolhidas posteriormente. Dirceu Greco é o único representante brasileiro no comitê.

“É importante ter uma representação do Brasil, em uma situação difícil que estamos vivendo agora, com barbáries, violência, homofobia, machismo e racismo. É bom ter a certeza que teremos uma voz nos representando”, comenta.

Dentre as funções do comitê estão a promoção da reflexão sobre questões éticas e legais, levantadas pela pesquisa nas ciências da vida, além do incentivo de ações para aumentar a conscientização do público geral sobre os temas propostos. O Comitê Internacional de Bioética, criado em 1993, acompanha o progresso nas ciências da vida e suas aplicações, com a intenção de assegurar o respeito pela dignidade e a liberdade humanas.

De acordo com o professor Dirceu Greco, um dos assuntos discutidos será o acesso universal à saúde, levando em consideração o modelo que já é usado no Brasil no Sistema Único de Saúde. Outro assunto que o professor pretender levar ao comitê é a discussão mais ampla sobre a sexualidade nas escolas. “Proponho-me a aproveitar esse momento, não só pessoalmente, mas institucionalmente”, destaca.

O encontro dos membros do Comitê Internacional de Bioética acontece, anualmente, na sede da Unesco, em Paris, na França. As demais atividades são discutidas à distância. Dirceu permanecerá no cargo por quatro anos.

    Contador de visitas: 967 visualizações

    Veja também: