Curso cria núcleo municipal contra a violência


Publicado em: Notícias - 4 de dezembro de 2009

O Curso de Aperfeiçoamento de Transferência de Tecnologia de Abordagem da Violência forma sua primeira turma.

Alunos de Betim, entre gestores e profissionais, comemoram o fim do curso com a criação do Núcleo Municipal de Promoção da Saúde e Paz de Betim, que será no dia 9 de dezembro deste ano, das 8:30h ás 17h, no Centro Administrativo de Betim.

A solenidade contará com apresentações culturais, palestras, mesas redondas e debates, além da apresentação do Núcleo Municipal de Ribeirão das Neves.

A criação do núcleo municipal faz parte da atividade de conclusão do curso, oferecido por professores do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG, como atividade prática de reproduzir os trabalhos aqui desenvolvidos.

“A idéia é promover a capacitação destes gestores, realizar pesquisas e, principalmente, tornar possível a reprodução práticas destas ações, como a criação dos núcleos municipais”, afirma a professora  Elza Melo, coordenadora do Núcleo.

O Curso de Aperfeiçoamento de Transferência de Tecnologia de Abordagem da Violência tem como principal objetivo aumentar a área de atuação e de criação de políticas públicas de prevenção da violência e promoção da saúde por meio da capacitação de gestores e profissionais.

É financiado pela OPAS, Organização Pan-Americana de Saúde, por meio do termo de cooperação assinado entre a Organização e a Faculdade de Medicina e conta também com parceria de diversas Instituições de Belo Horizonte, como Universidades, Institutos de educação, a Secretaria Municipal de Saúde, empresas e representantes de comunidades.

Violência

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, a violência é um dos principais problemas de saúde no Brasil. Ocupa a primeira posição relacionada às causas de morte entre 5 e 49 anos de idade. Betim e Ribeirão das Neves estão entre as cidades com maior índice de violência da região metropolitana de Belo Horizonte.

Ações

Diante destes dados, a coordenadora do Curso de extensão fala sobre a importância em aumentar a rede e catalisar as ações no país pela contenção da violência. “A cada núcleo que é aberto, vemos a qualidade e importância do trabalho que é realizado, de conscientização e prevenção da violência”, conta Elza Melo.

A turma de gestores de Ribeirão das Neves será segunda a se formar, e a inauguração do centro municipal está prevista para o início do ano que vem. Além desta turma, o Curso é aplicado em outras cidades nas Macro-regiões do Estado de Minas Gerais e Divinópolis.

Após a conclusão do trabalho, os Núcleos de Belo Horizonte ficam responsáveis pelo acompanhamento e assessoramento do trabalho dos núcleos municipais, garantindo assim sua permanência e integração na rede de núcleos.

A partir dos núcleos parceiros, e diante da importância do crescimento da rede, há ainda a proposta da expansão do projeto com a criação do Curso de Mestrado Profissional de Promoção da Saúde e Prevenção da Violência, já aprovado pela Congregação da Faculdade de Medicina, e em processo de tramitação pela Pró-reitoria de pós-graduação.

Rede Saúde e Paz

Por iniciativa do Departamento de Medicina Preventiva e Social da Faculdade de Medicina da UFMG e sob coordenação da professora Elza Melo, em 2004 foi criado o Núcleo de Promoção de Saúde e Paz.

Diante da capacidade de potencializar cada vez mais o trabalho de prevenção da violência e promoção da saúde através de gestores e profissionais, o Núcleo criou a proposta de expansão do trabalho pela Rede Saúde e Paz.

A partir daí, então, foram criados os Cursos de Transferência de Tecnologia de Abordagem da Violência, visando aumentar seu alcance, também em outras cidades, para que o trabalho possa continuar sempre e expandir cada vez mais, como em uma rede.

Confira a programação abaixo

saudepaz

    Contador de visitas: 142 visualizações

    Veja também: