Notícias Externas

Cuidados e prevenção contra enchentes e inundações


Publicado em: ExternasRádio - 20 de novembro de 2014

Esperando a chegada definitiva do período chuvoso, Saúde com Ciência apresenta série sobre cuidados na prevenção e formas de tratamento de doenças transmitidas através da água contaminada

saudecomcienciaCom a prolongada estiagem que castigou Minas Gerais em 2014, o período chuvoso que normalmente se inicia em outubro começou com atraso. Mesmo assim, algumas áreas da Região Metropolitana de Belo Horizonte e do interior do Estado devem se manter em alerta devido aos riscos de inundações. Fatores como a impermeabilidade das áreas de drenagem e o assoreamento no leito dos rios podem contribuir para a possibilidade de enchentes. E o culpado nem sempre é o córrego.

“O rio tem uma margem natural de transbordamento. O que acontece é que as pessoas se localizam ou moram na margem dos cursos d’água e, por isso, é inevitável que elas acabem sendo atingidas por esses fenômenos naturais”, pondera o professor da Faculdade de Medicina e coordenador do Projeto Manuelzão da UFMG, Marcus Vinícius Polignano.

Crédito: www.albabarbosa.com

Crédito: www.albabarbosa.com

Além disso, as aberturas em portas e janelas da residência contribuem para a proliferação de ratos. Em épocas de chuvas, a presença do animal pode levar à leptospirose – doença bacteriana grave que, quando não tratada corretamente, pode até levar ao óbito. Outras doenças como a viral Hepatite A, além da cólera e da febre tifóide – já superadas no Brasil –, também podem surgir em focos pontuais a partir da água contaminada.

Sendo assim, cuidados com a limpeza da residência é fundamental. Em casos de enchentes, a recomendação é descartar objetos de difícil higiene, como roupas pessoais e conjuntos de cama, devido à alta possibilidade de alojamento do transmissor da doença nesses materiais. Alimentos que entraram em contato com a água, mesmo lacrados, também devem ser descartados. Além disso, a limpeza da água de consumo é imprescindível nesse contexto.

“Uma alternativa é usar o hipoclorito de cloro, vendido em farmácias. Para garantir a proteção, basta colocar algumas gotas da solução em uma coleção d’água, como o filtro”, indica Polignano. “A quantidade de gotas é relativa à quantidade de água a ser purificada. Essa dosagem é discriminada no hipoclorito”, completa.

Prevenção que vai além do período de chuvas

Algumas medidas de prevenção contra essas doenças devem ser adotadas independentemente das chuvas. Um exemplo é a caixa d’água de uma residência. Quando localizada em um ambiente externo, ela pode representar um foco de transmissão. ”A caixa d’água está sujeita à poluição, que pode ser trazida pelo ar ou pela própria água. Por isso, a limpeza da caixa deve ser feita anualmente”, finaliza o especialista.

Sobre o programa de rádio

Saúde com Ciência é produzido pela Assessoria de Comunicação Social da Faculdade de Medicina da UFMG e tem a proposta de informar e tirar dúvidas da população sobre temas da saúde. De segunda a sexta-feira, às 5h, 8h e 18h05, ouça o programa na rádio UFMG Educativa, 104,5 FM. Ele ainda é veiculado em 79 emissoras de rádio de Minas Gerais, São Paulo, Paraná e Estados Unidos.

Confira a programação completa da série “Saúde no Período de Chuvas” no site do Saúde com Ciência.

    Contador de visitas: 2.753 visualizações

    Veja também: