Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Dora

Maria Auxiliadora Lara Barcellos foi estudante da Medicina e guerrilheira que lutou contra a ditadura.

A partir desta segunda-feira, 19 de outubro, o Centro de Memória da Faculdade de Medicina da UFMG (Cememor) apresentará a exposição “Alunos da Faculdade de Medicina com veia revolucionária”. A exposição foi montada, além dos documentos institucionais, através de documentos cedidos pela família de Maria Auxiliadora Lara Barcellos, ex-estudante da Medicina e ex-guerrilheira que lutou contra a ditadura.

Os arquivos que serão apresentados são inéditos. Dentre eles, está o passaporte da Maria Auxiliadora, fotos dela no exílio, certidão de nascimento, documentos do translado do seu corpo para o Brasil, reportagens que saíram na Alemanha, entre outros. Além disso, haverá uma série documental, sob a guarda do Cememor, com nomes de alunos da Faculdade de Medicina que foram expulsos devido ao regime de exceção como Jorge Raimundo Nahas, Ângelo Pezzuti da Silva, Gilney Amorim Viana e Athos Magno Costa e Silva.

“Para a exposição coletamos dados, fotos, histórias para mostrar, antes de tudo, o lado social da Auxiliadora como aluna, uma jovem, colega e no meio da família”, afirma Emely Vieira Salazar, psicóloga e cofundadora do Núcleo de Apoio Psicopedagógico aos Estudantes da Faculdade de Medicina (Napem). “Essa história  não deixa de ser institucional porque a própria Faculdade ficou fechada, foi quebrada e teve diversos alunos envolvidos durante a ditadura. Ela também é social porque representa a ideologia dos estudantes da época”, completa Ethel Mizrahy, historiadora do Centro de Memória.

Em umas das telas do Corredor da memória será exibido trechos, sem som, de documentários com imagens da Maria Auxiliadora ou que contam a sua trajetória.

Alunos de Honra

Os ex-estudantes da Medicina Ângelo Pezzuti da Silva e Maria Auxiliadora Lara Barcellos, falecidos no exílio na década de 70, são portadores da Medalha de Honra da UFMG, concedida em 2008 para os 11 alunos cujas mortes estão relacionadas a militância contra o regime militar no Brasil.

Leia Também: Medcine exibe filme com histórias de estudantes de medicina que lutaram contra a ditadura.

 

Atualizada em 19/10, às 11h20.

    Contador de visitas: 1.627 visualizações

    Veja também: