Faculdade de Medicina

Universidade Federal de Minas Gerais


Notícias Externas

Conscientização sobre endometriose é fundamental para tratamento adequado


Publicado em: ExternasSaúde - 8 de março de 2018

Março é internacionalmente o mês de conscientização à endometriose

Clique para ampliar.


O projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMG,  Ambulatório de Endometriose e Dor Pélvica Crônica, coordenado pela professora do Departamento de Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina da UFMG, Márcia Mendonça Carneiro, está apoiando a campanha internacional “Endometriosis Awareness 2018”, da World Endometriosis Society.

De acordo com a professora, a endometriose é uma doença  benigna que se desenvolve quando o endométrio, que é o tecido de revestimento do útero, cresce em outras regiões do organismo da mulher, tais como ovários, tubas uterinas, intestinos, bexiga e até mesmo os pulmões.

O objetivo da campanha, segundo a professora, é esclarecer a população sobre a endometriose e alertar os profissionais de saúde acerca da doença. “A doença é benigna, mas há um significativo atraso no diagnóstico e isso compromete a qualidade de vida das pacientes”, argumenta a médica.

De acordo com Márcia, a doença acomete principalmente mulheres jovens e pode levar a consequências graves. “A endometriose caracteriza-se por dor pélvica e pode levar a infertilidade. Entretanto, em algumas mulheres, pode ser assintomática”, alerta. A professora aponta que as causas da patologia ainda são desconhecidas, mas que existem algumas teorias. “Acredita-se que múltiplas causas se combinem para gerar a doença, havendo interação de fatores mecânicos, genéticos, imunológicos, endócrinos e ambientais”, conta.

Márcia relata que em alguns casos a ultrassonografia pélvica pode auxiliar na identificação de cistos ovarianos, entretanto o diagnóstico da doença necessita de mais investigação. “O diagnóstico definitivo da endometriose só ocorre após realização de biópsia envolvendo procedimento cirúrgico”, destaca. Em continuação, a médica esclarece que o tratamento da doença pode incluir o uso de medicamentos, a realização de cirurgias ou de técnicas de reprodução assistida com a fertilização in vitro. “O tratamento promove o alívio da dor, a obtenção da gravidez em mulheres que a desejam e a prevenção do retorno da doença”, pontua.

 

Confira a página do Facebook do projeto.
Conheça também a campanha internacional Endometriosis Awareness 2018 

    Contador de visitas: 929 visualizações

    Veja também: